Publicidade

O Vasco perdeu para o São Paulo e deu adeus à Copa do Brasil na noite desta quarta-feira, em São Januário. O Cruzmaltino teve gol anulado, dois jogadores expulsos e até o técnico Lisca recebeu o vermelho no fim do jogo. Após o confronto, o treinador não se pronunciou sobre a arbitragem, mas o diretor Alexandre Pássaro não economizou palavras. Para ele, a eliminação do Vasco está na conta da arbitragem.

Com a desvantagem de 2 a 0 do jogo de ida, o Vasco, portanto, precisava da vitória por dois ou mais gols para não cair no tempo normal. Mas no primeiro tempo, teve um gol anulado e, logo depois, um jogador expulso antes de levar o primeiro gol.

Arbitragem de Anderson Daronco deixa Vasco na bronca após eliminação (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Depois que as duas equipes retornaram do intervalo, o São Paulo ampliou. O Vasco então descontou, mas quando ainda lutava para conseguir a virada, mais um atleta foi expulso.

Publicidade

– Eu tenho que dar entrevista, dirigente, jogador e o Lisca têm que dar entrevistas. Temos que nos explicar, mas árbitros não. Árbitro vai pegar o carrinho dele aqui, vai para o hotel, vai dormir e vai para casa – afirmou Pássaro.

– As imagens da Vasco TV mostram o Lisca 40 segundos antes da expulsão. Ele estava mexendo no relógio, não falou nada. Ele expulsou para o Lisca não ir reclamar com ele ao final do jogo. Depois, quando os outros membros da comissão foram falar com ele, ele disse que era para o Lisca reclamar dele na coletiva. O nível é esse – disparou.

Leia também:

Problema! Bruno Gomes sai lesionado e deve ser desfalque

Publicidade

CT do Vasco terá o nome de Barbosa

Para o dirigente, o árbitro Anderson Daronco errou em pelo menos cinco lances capitais. Deixou de marcar dois pênaltis, anulou erradamente o gol vascaíno, expulsou injustamente Leandro Castán e Lisca.

– A única novidade que vejo no Daronco da temporada passada para essa é a tatuagem no braço. Fechou o braço, tá bonitão na TV. Tá forte. Então é isso com o que ele está preocupado. Ele não se preocupa com outra coisa – ironizou.

Relacionadas

Publicidade

Fora da Copa do Brasil, o Vasco deixa de embolsar 3,45 milhões de Reais de premiação por não avançar às quartas de final. Além disso, terá apenas a Série B para disputar até o fim do ano.

Comentários