Luxemburgo se desculpa com a torcida e se prontifica a ficar no Vasco na Série B

publicado em 21/02/2021 às 19:39

A chance de escapar do rebaixamento existe, mas é improvável. O Vasco admite que a queda será concretizada. O técnico Vanderlei Luxemburgo até alertou para a chance de anulação do jogo contra o Internacional, mas sabe que o rebaixamento do Vasco é inevitável.

Luxemburgo Vasco

Luxemburgo se coloca à disposição para a Série B | Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Para se livrar do rebaixamento, o Vasco precisa vencer o Goiás e torcer por derrota do Fortaleza. E tirar uma diferença de 12 gols de saldo. Ou seja, improvável.

“Eu não posso enganar o torcedor: se falar em ganhar do Goiás e fazer 12 gols, estou enganando. Mas há um jogo sub judice (derrota por 2 a 0 para o Internacional). Lá houve um erro gravíssimo. Tanto que o STJD deu um parecer para a CBF mostrar o vídeo e os áudios do VAR na partida. Esse jogo é importante para moralizar o campeonato. Ele manchou o Brasileirão. O juiz e o VAR cometeram erros gravíssimos, o pior foi a não consulta ao VAR”, declarou Luxa.

Sem contar com a possibilidade de anulação da derrota para o Internacional, o técnico sabe que a situação é irreversível.

“Não tem como mentir. O Vasco tem que fazer 12 gols, o Brasil tomou de sete e foi um aborto. Não vamos jogar contra uma equipe de várzea. Temos que ser realistas e não passar mentira para o torcedor”, acrescentou o técnico.

Luxemburgo se desculpa e mostra desejo de ficar no Vasco

Com o rebaixamento virtual, Luxemburgo se desculpou com os torcedores do Vasco. Ele se prontificou a continuar para ajudar na reconstrução do clube na temporada.

“Queria falar com o torcedor do Vasco da Gama, que tem muito respeito por mim. Lamento muito por não ter conseguindo, com esse grupo, manter o Vasco na Primeira Divisão. Peço ao torcedor que entenda que eu fiz o máximo, o maior respeito pela agremiação, pelo torcedor do Vasco da Gama. Não tenho nenhum problema, não vai mexer em nada na minha história profissional de eu aceitar de estar no Vasco neste ano participando dessa reconstrução. Estou disposto a isso porque o Vasco é muito grande, e o Vasco precisa se reencontrar com sua história, que é muito bonita. Essa história de hoje vinha passando perto há muito tempo, mas quero participar dessa reconstrução desse clube maravilhoso que é o Vasco da Gama. O Vasco tem que estar entre as cinco maiores equipes. Me desculpe, torcedor. Me doei ao máximo. Da minha parte, eu peço desculpa, mas foi o geral”, acrescentou.

Deixe seu comentário:

Comentário