Publicidade

Leandro Castán completou em agosto três anos de Vasco da Gama. O zagueiro e capitão da equipe está perto de fazer 35 anos, mas segue como principal referência da equipe. Nesta temporada na Série B, seus números impressionam.

O Cruzmaltino já disputou 21 partidas na competição e o rendimento da equipe com e sem ele não poderia ser mais oposto. Castán atuou em 14 jogos, e com ele em campo o aproveitamento foi de 64,3%. Entretanto, nos sete jogos que esteve fora do time, o aproveitamento cai para meros 19%. Ou seja, de um lado aproveitamento maior do que o líder da Série B e do outro um menor que o do lanterna.

Leandro Castán é titular absoluto na zaga do Vasco (Divulgação CRVG)

Após três derrotas seguidas, Castán retornou ao time na vitória do último domingo sobre a Ponte Preta.

Publicidade

– O Castán, que é o nosso líder máximo, muda o treino, o ambiente com ele é um e sem ele é outro, tem foco, liderança, coragem, confiança e acredita no time do Vasco. O Castán não deixa a desconfiança entrar – afirmou o técnico Lisca.

Leia também:

Lisca rasga elogios a Andrey e Caio Lopes

Pintou reforço na Colina! Vasco anuncia atacante equatoriano

Publicidade

Nos vestiário, Castán falou aos companheiros e mostrou porque tem o respeito de todos.

– Nosso time é bom pra caramba. Não deixa o lado de fora influenciar aqui dentro. Se tivesse que escolher um lugar para estar hoje, estaria aqui. Fiquei fora esses dias e foi difícil, queria estar aqui vocês. É a nossa vida que estamos jogando. Nós vamos chegar lá em cima ainda. Eu acredito – disse o jogador no domingo em São Januário.

Relacionadas

Lisca Vasco

Após encerrar o jejum de vitórias, o Vasco tentará embalar na Série B nesta sexta-feira diante do Brasil de Pelotas. O Cruzmaltino aparece na décima colocação a quatro pontos do G-4 e, portanto, não pode deixar escapar a vitória em casa.

Comentários