Publicidade

O Vasco esteve muito perto de conseguir a vitória diante do CRB, na noite desta quinta-feira, em Maceió. Entretanto, um gol nos acréscimos determinou o empate da equipe alagoana. O técnico Fernando Diniz admite a frustração pelo resultado, mas prega o foco no próximo adversário, o Cruzeiro.

O clássico entre o Cruzmaltino e a Raposa colocará frente à frente duas equipes que ainda sonham com o acesso à Série A. Assim, para o treinador, não é hora de ficar se lamentando.

Fernando Diniz e Nenê estrearam no Vasco com um empate em Maceió (Foto: Reprodução Premiere)

– Não tem uma outra coisa a fazer se não a gente pensar no Cruzeiro. E a frustração ela é evidente mas também tem o fator positivo de os jogadores saberem que conseguiram corresponder àquilo que a gente pediu antes do jogo. E o Vasco tem que partir desse patamar de hoje para melhor. A gente vai tentar fazer. Obviamente que todas as equipes oscilam mas vamos procurar dar cada vez mais consistência pro time, mais informações e procurar melhorar jogo a jogo. Temos um clássico importante no domingo e vamos fazer de tudo para ganhar o jogo – disse o treinador.

Leia Também:

Publicidade

Vasco confirma que Conmebol suspendeu zagueiro Miranda

Vasco vive nova crise, com paralisação e protesto de funcionários

A partida do próximo domingo, pode marcar o retorno do público a São Januário, o que não acontece desde o início de 2020. Fernando Diniz torce que a Série B libere a presença da torcida.

Publicidade

– É um clássico do futebol brasileiro, duas equipes gigantes. E a presença de público é uma coisa que me anima muito. Favorece muito ao Vasco jogar com público em São Januário. Eu joguei aqui várias vezes contra e a gente sabe o poder da torcida. É um momento que a gente precisa do apoio do nosso torcedor e vamos fazer de tudo pra entregar essa vitória – afirmou.

Relacionadas

O Vasco não foi o único a ter uma frustração nesta quinta, pela 24ª rodada. O Cruzeiro recebeu o Operário-PR, outro que luta para estar no G-4, ficou no empate em 1 a 1, com direito a grande polêmica. A equipe mineira teve um gol anulado aos 52 minutos do segundo tempo e uma grande confusão se seguiu. Além disso, perdeu o técnico Vanderlei Luxemburgo que, após levar o cartão vermelho, não estará à beira do gramado no domingo.

Comentários