Publicidade

O artilheiro Germán Cano vem sendo personagem nos últimos dias no Vasco. Mas é pela falta de gols e não pela fase artilheira, como de costume. Diante de tantas cobranças envolvendo o nome do argentino, ele concedeu entrevista nesta sexta-feira.

No clube desde o início de 2020, o argentino acompanhou a mudança da diretoria em janeiro, quando Jorge Salgado assumiu a presidência. Para ele, embora sem resultados dentro de campo, as coisas mudaram para melhor.

Cano Vasco Cano vive jejum de gols no Vasco (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

Assim ele esclareceu as questões envolvendo os dirigentes.

Publicidade

– Ele (Pássaro) chegou e mudou as coisas para melhor. Muitas coisas mudaram para melhor. Salgado, Pássaro e toda a diretoria está comprometida conosco. Estão sempre nas viagens e resolvendo as coisas para que não nos falte nada no Vasco. Acredito que são trabalhadores ambiciosos de sempre querer mais – afirmou o artilheiro vascaíno.

MAIS! Dirigente explica polêmica com a imprensa

– Nesse momento não estamos bem futebolisticamente. Fora de campo, as pessoas estão fazendo tudo para melhorar. Eu acredito muito neles porque vivo diariamente com eles e vejo tudo que está acontecendo aqui. Falo muito com Pássaro, falo muito com Salgado, e são pessoas que sempre querem o melhor para nós e para o Vasco – completou.

Cano explicou relação com Lisca

Lisca Vasco Lisca e Cano teriam problemas? (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

Publicidade

Outro ponto que Cano fez questão de deixar claro foi sobre a relação dos jogadores com o técnico Lisca. O treinador pediu demissão após apenas 12 jogos no comando da equipe, por falta de resultados positivos. Mas segundo o atacante, não havia problemas de relacionamento.

– Os jogadores sempre deram o melhor para que as coisas acontecessem dentro de campo. Não funcionou. Fora do campo tinha uma boa relação. Eu e meus companheiros. Ele estava sempre motivando os jogadores, mas não aconteceu. Não tem outra forma de falar dele. Sabemos que é um técnico muito bom, já subiu time para a Série A, e tudo de melhor para ele. Agora temos que olhar para frente e seguir o caminho de trabalho porque logo as coisas irão mudar – esclareceu Cano.

Relacionadas

A partir deste domingo, o técnico Fernando Diniz assumirá o comando da equipe em busca de uma arrancada na Série B. Restando 15 jogos para o fim da competição, o Vasco precisa subir muito de produção para conseguir o acesso este ano.

Comentários