Publicidade

O Vasco pagou caro pelos erros e perdeu para o Athletico-PR, neste domingo, na Arena da Baixada, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Rui Motta, auxiliar de Ricardo Sá Pinto, comandou o time no lugar do técnico, que cumpriu suspensão. Na avaliação dele, os vacilos pesaram para a derrota carioca.

Vasco x Athletico-PR Vasco não resistiu ao Athletico-PR | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

“Foi o nosso início de jogo, acabamos cometendo um erro, e o Athletico aproveitou. E pronto. As coisas começaram a não dar certo. Conseguimos alguma reação, entramos no jogo, mas o segundo gol deixou a equipe fragilizada. Se tivéssemos a sorte de o gol do Cano ter entrado no início do segundo tempo, certamente a equipe teria mais confiança e as coisas mudariam. O Athletico soube aproveitar”, avaliou Rui Motta.

LEIA MAIS! Vasco perde para o Athletico-PR e desperdiça chance de sair do Z-4

Publicidade

No lance do primeiro gol do Athletico-PR, logo aos dez minutos, Neto Borges tocou mal para Andrey. O clube paranaense recuperou a bola e Nikão marcou.

Pressão no Vasco

A torcida do Vasco vem questionando o trabalho de Sá Pinto à frente do clube. A derrota aumenta a pressão para cima da comissão técnica.

“É normal. Quando a equipe não ganha, somos os primeiros responsáveis. Hoje, obviamente, junto com os torcedores, estamos muito tristes, os jogadores também estão. Trabalhamos todos os dias para melhorar. Hoje as coisas não foram bem. Vamos trabalhar. É isso que vamos fazer”, acrescentou.

Publicidade

Com a derrota, o Vasco desperdiçou oportunidade de sair da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro e vira o ano no Z-4. O Gigante da Colina está na 17ª colocação, com 28 pontos. O Bahia tem a mesma pontuação, mas leva vantagem por ter uma vitória a mais. O clube carioca, porém, tem um jogo a menos.

O Vasco volta a campo no dia 7 de janeiro para enfrentar o Atlético-GO, em Goiânia.