Publicidade

O Vasco deu adeus a Germán Cano, nesta segunda-feira. O atacante argentino e o clube encerraram as negociações para uma possível renovação de contrato. O artilheiro vai deixar saudade, mas o Gigante da Colina tira uma lição e ganha fôlego por reforços.

Apesar dos 43 gols em 101 jogos nas últimas duas temporadas, o jogador de 33 anos sempre foi um grande peso na folha salarial vascaína. Seus mais de R$ 400 mil mensais eram de longe o maior salário do elenco. A lição que ficou para a diretoria foi de que embora brilhando em campo, isso não foi suficiente para evitar o rebaixamento e para o retorno à Série A.

Cano Vasco Cano deixa saudade e lição para o Vasco | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

De uma forma lenta e gradual, a diretoria vai fazendo uma limpa no elenco e muitas peças não estarão mais no clube em 2022. Novo técnico, Zé Ricardo irá começar um trabalho do zero.

Relacionadas

Nenê Vasco
Cano Vasco
Zeca Vasco

Publicidade

Isso significa que mais nomes podem sair. O próximo da lista pode ser o zagueiro Leandro Castán, também um dos maiores salários do grupo.

Tem vaga? Rafael Silva se oferece para voltar para o Vasco

O Vasco teve em 2021 a maior folha salarial da Série B, mas isso não se traduziu em campo e a equipe fechou a competição apenas na décima posição, com apenas 13 vitórias em 38 jogos.

Publicidade

Para a próxima temporada, o trabalho deve seguir mais o exemplo do rival Botafogo, que conquistou o título da segunda divisão com um elenco sem medalhões.

Comentários