Publicidade

O atacante Neymar se irritou com as críticas por conta da sua forma física nos jogos pela Seleção Brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, que será disputada no catar. O jogador deu a impressão de estar gordinho na vitória de 1 a 0 sobre o Chile. Mas ele não é o único que passou por isso na carreira. De Neto a Ronaldo Fenômeno, o MQJ Memória de hoje relembra craques que tiveram problemas com a balança.

Neymar fez um dos gols do Brasil na vitória de 2 a 0 sobre o Peru. Assim se tornou o maior artilheiro da Seleção Brasileira na história das Eliminatórias. Mais um recorde que ele quebra com a camisa canarinho.

Galeria de Fotos

Após o jogo, ao ser abordado sobre o recorde, ele desabafou sobre a situação envolvendo seu peso.

Publicidade

– Fico feliz de estar batendo recordes, mas penso primeiro no coletivo. Mas os recordes são bons. Só não sei mais o que fazer para respeitarem o Neymar com este camisa. Isso vem de muito tempo de vocês repórteres e comentaristas – disse Neymar.

MAIS!

MQJ Memória: Polêmica no Carioca faz o futebol relembrar Eduardo Viana, o Caixa D´água
MQJ Memória: Vivinho, o gol de placa de São Januário
Nomes de animais, MQJ Memória relembra craques bichos
MQJ Memória: Carlinhos Violino, o interino acostumado a dar voltas olímpicas
MQJ Memória: Cláudio Coutinho montou o inesquecível Flamengo

Publicidade

A situação gerou memes na web, com o craque sendo chamado de Neymagrinho. Mas ele realmente tem muita companhia na lista de craques que já foram questionados pelo seu excesso de peso. Nos anos 90 Neto foi o grande ídolo do Corinthians. Mas era visível a luta do jogador por conseguir entrar em forma.

Muitos dizem que Neto não foi convocado pelo técnico Sebastião Lazaroni para a Copa do Mundo de 1990 pelo excesso de peso. Entretanto o craque, que desequilibrava nas cobranças de falta, tinha sido o grande nome do futebol brasileiro em 1990.

Ronaldo trocou farpas com Lula

Ronaldo lutou contra a balança (Foto: CBF)

Outro jogador que penou com a balança foi Ronaldo Fenômeno. Na reta final da carreira então as críticas aumentaram. Chegou a ser chamado de “Fofomêno” em programas de televisão e entrou em rota de colisão com o então presidente da República, Lula. O político disse pouco antes da Copa do Mundo de 2006 que esperava que o craque entrasse em forma e que tinha ouvido falar que ele gostava de comer muito. A resposta veio na mesma medida.

Publicidade

– Do mesmo jeito dizem que o presidente bebe demais – disse Ronaldo, gerando inclusive desconforto com a CBF.

MAIS!

MQJ Memória: O adeus a Clébson! O substituto de Jorginho
MQJ Memória: Daniel González, o uruguaio que fez história no Vasco e no Corinthians
Mãe de miss já era… O MQJ Memória lembra pais que cuidam da carreira de craques 
MQJ Memória: Craques que deixaram clubes de graça
MQJ Memória relembra casos folclóricos do futebol

Relacionadas

Zico deixou o futebol e o Flamengo, mas voltou para mudar o cenário da bola no Japão (Foto: Divulgação)

Publicidade

Companheiro de Ronaldo na Copa do Mundo de 2006, Adriano Fenômeno também não era amigo da balança. O craque foi várias vezes questionado por jornalistas por aparentar estar fora de forma. Foi assim na sua chegada ao Corinthians.

MAIS!

Traumas que marcaram a saída de ídolos dos clubes
MQJ Memória: Zé Carlos, o Grandão do gol do Flamengo
MQJ Memória: Campeão mundial pelo Flamengo, Figueiredo morreu no auge da carreira MQJ Memória: Geraldo, o craque do Flamengo marcado por uma fatalidade
Alegria no apito: Margarida, o árbitro mais alegre da história do futebol

Publicidade

Mas a polêmica com o peso também existiu no Flamengo. Alguns colocam na balança a culpa pela sua ausência na lista de convocados pelo técnico Dunga para a Copa do Mundo de 2010. Ele foi preterido por Grafite.

Walter também ficou marcado pela balança

Walter e a dificuldade de entrar em forma (Foto: Divulgação)

Também ídolo do Flamengo, Obina, artilheiro na década passada, foi outro que brigou com a balança. Após voltar de férias o Flamengo e o Palmeiras chegaram a promover programas nutricionais para o jogador conseguir recuperar o peso ideal. Mas mesmo assim ele tinha problemas. Entretanto ganhou moral com a torcida.

MAIS!

Publicidade

MQJ Memória: Artilheiro no Flamengo e goleiro no Palmeiras
MQJ Memória: Botafogo perdeu Clei, o lateral que morreu por engano
Ézio, porque super-herói é pra isso que ele entra no MQJ Memória
MQJ Memória: Assis, o carrasco do Flamengo

Mais recentemente o grande nome que lutou contra a balança foi Walter. Chamado de gordinho pela crônica esportiva do Paraná e de Goiás, o jogador viveu bons momentos na carreira. Em 2013 conduziu o Goiás a uma grande campanha no Campeonato Brasileiro. Mas o excesso de peso impediu que brilhasse em outros clubes.

MAIS!

Publicidade

MQJ Memória: Mazolinha, o craque que virou pedreiro
MQJ Memória: Berg, o Anjo Louro do Botafogo
Relembre grandes zebras do futebol carioca
MQJ Memória: America e Bangu, símbolos de uma época que o Rio tinha 6 grandes
MQJ Memória: Dener, o mais parecido com Pelé
Filho de peixe, relembre pais e filhos do futebol
MQJ Memória: Jorge Mendonça, o substituto de Dinamite
Irmão que fizeram história no futebol no MQJ Memória

 

Comentários