Publicidade

Pietro Fittipaldi deve seguir o mesmo caminho do avô, Emerson. (Foto: divulgação)

Após sofrer um grave acidente na classificação para as 6h de Spa-Francorchamps, na Bélgica, na última sexta-feira – no qual fraturou as pernas e se lesionou nos ligamentos do tornozelo – Pietro Fittipaldi não terá condições de participar das míticas 500 Milhas de Indianápolis, que disputaria no final de maio.

Mas o futuro do piloto brasileiro no automobilismo está longe de ser desalentador. A Fórmula-1 está em seu rumo.

Publicidade

Assim que se recuperar totalmente (terá alta médica ainda esta semana), Pietro, que é neto do lendário Emerson Fittipaldi, deve realizar um teste pela equipe Haas, da F-1. As negociações para tal já estavam em curso, mas o acidente em Spa alterou o planejamento.

Julho é logo ali

Segundo o dono da Haas, Gunther Steiner , a possibilidade é real, mas o momento é de pensar apenas na plena recuperação do piloto. Ele confirmou ter falado com Emerson sobre o assunto. Caso Pietro se recupere a tempo, deve testar um dos carros da equipe norte-americana em julho, após o GP da Hungria de Fórmula-1.