Publicidade

Alan, do Palmeiras, Paulinho, do Vasco, Lincoln, do Flamengo.  O trio comanda o Brasil no Mundial Sub-17, na Índia. São mais três promessas do futebol brasileiro. O torneio da Fifa, muitas vezes, é o primeiro passo na caminhada para brilhar no profissional. Com tradição de sobra, a Seleção sempre foi cercada de holofotes no torneio de base. De 1985 para cá, muitos craques defenderam o país na competição.

Mundial Sub-17 de 1985, na China

O Brasil ficou na terceira colocação – caiu para a Alemanha na semifinal e ganhou de Guiné na disputa do bronze. O camisa 10 da Seleção foi William, meia ex-Vasco, pelo qual conquistou o título do Brasileiro de 1989. O atacante Bismarck era outra promessa daquela geração.

Mundial Sub-17 de 1987, no Canadá

A Seleção ficou fora do pódio em 1987 – caiu ainda na primeira fase. Carlos Germano, ex-Vasco e que disputou a Copa do Mundo de 1998, foi o goleiro na ocasião. Sonny Anderson também defendeu o Brasil. O camisa 10 foi Assis, irmão de Ronaldinho Gaúcho.

Mundial Sub-17 de 1989, na Escócia

Publicidade

O Brasil caiu nas quartas de final – perdeu para o Bahrein nos pênaltis. Foi uma geração sem tanto brilho.

Mundial Sub-17, 1991, na Itália

A Seleção Brasileira caiu nas quartas de final, após perder para Gana. Em 1991, a dupla Yan e Gian, que fez sucesso com a camisa do Vasco, era dois dos destaques do time.

Mundial Sub-17 de 1993, no Japão

O Brasil não disputou o torneio. A Nigéria foi campeã.

Mundial Sub-17 de 1995, no Equador

Publicidade

A Seleção Brasileira bateu na trave em 1995. Foi vice-campeã do Mundial, após perder para Gana na decisão. A geração teve nomes como o do goleiro Julio Cesar, o zagueiro Juan e o lateral-esquerdo Fábio Aurélio.

Goleiro de Copa do Mundo, Julio Cesar defendeu o Brasil desde a base | Foto: Rafael Ribeiro / CBF

Mundial Sub-17 de 1997, no Egito

Ronaldinho Gaúcho, camisa 10 do time, foi um dos destaques da campanha que culminou com o título. O goleiro Fábio, do Cruzeiro, também estava no elenco. Diogo Rincon, Fábio Pinto e Matuzalém também ganharam projeção. Outro nome da equipe foi Anaílson, ex-São Caetano.

Com Fábio no gol, Brasil foi campeão em 1997, na geração de Ronaldinho Gaúcho | Foto: Fifa

Mundial Sub-17 de 1999, na Nova Zelândia

O Brasil foi bicampeão em 1999. Outro craque de renome jogou um Mundial Sub-17: Adriano Imperador. Rubinho, goleiro ex-Corinthians, era o titular do time. A dupla Léo Lima e Souza também ganhou projeção no torneio. Andrezinho foi outro nome campeão.

Adriano foi campeão mundial sub-17 | Foto: Fifa

Publicidade

Mundial Sub-17 de 2001, Trinidad e Tobago

A Seleção Brasileira foi eliminada pela França nas quartas de final. Diego Ribas, meia do Flamengo, foi o camisa 10 do Brasil naquela ocasião.

Diego já defendeu o Brasil em um Mundial Sub-17 | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Mundial Sub-17 de 2003, na Finlândia

O Brasil voltou a ser campeão em 2003, vencendo a Espanha na decisão. Ederson, meia do Flamengo afastado para tratar de câncer no testículo, foi o camisa 10. Arouca e Abuda também estavam no elenco.

Brasil foi campeão mundial sub-17 em 2003 | Foto: Fifa

Mundial Sub-17 de 2005, no Peru

Publicidade

A Seleção Brasileira foi vice-campeã, perdendo a final para o México de Giovani dos Santos. Ramon, meia ex-Atlético-MG, Corinthians e Flamengo, envergou a camisa 10. Anderson, revelado pelo Grêmio e atualmente no Coritiba, era um dos principais nomes do time. Bruno Mezenga, revelado pelo Fla, também disputou o Mundial Sub-17 de 2005.

Ramon defendeu o Atlético-MG, Corinthians, Flamengo, entre outros | Foto: Fifa

Mundial Sub-17 de 2007, na Coreia do Sul

A Seleção, de novo, sofreu contra Gana. O Brasil caiu nas oitavas de final daquela edição. Os laterais gêmeos Rafael e Fábio, Alex Teixeira e Giuliano foram alguns dos principais nomes da Seleção. A camisa 10 era de Lulinha, ex-Corinthians.

Alex Teixeira e Lulinha: dois dos principais nomes do Brasil no Mundial Sub-17 de 2007 | Foto: Fifa

Mundial Sub-17 de 2009, na Nigéria

Philippe Coutinho e Neymar defenderam o Brasil no Mundial Sub-17 de 2009. Porém, a campanha foi ruim, com eliminação na primeira fase (vitória sobre o Japão e derrotas para México e Suíça). Alisson foi o goleiro titular.

Neymar e Philippe Coutinho fracassaram no Mundial Sub-17 | Foto: Jamie McDonald – FIFA/FIFA via Getty Images

Mundial Sub-17 de 2011, no México

Publicidade

O Brasil ficou em quarto lugar em 2011 – perdeu a disputa do bronze para a Alemanha. O camisa 10 do time era Adryan, revelado pelo Flamengo. Marquinhos, hoje no PSG, e Lucas Piazon foram outros nomes de destaque.

Revelado pelo Fla, Adryan teve a missão de liderar o Brasil | Foto: Shaun Botterill – FIFA/FIFA via Getty Images

Mundial Sub-17 de 2013, Emirados Árabes Unidos

A Seleção parou nas quartas de final – derrota nos pênaltis para o México. O então camisa 10 Nathan, revelado pelo Atlético-PR, foi um dos destaques. Ele logo foi vendido para o Chelsea. Mosquito, Kenedy, Thiago Maia e Gabigol foram outros jogadores daquela geração.

A Seleção Brasileira que disputou o Mundial Sub-17 de 2013 | Foto: Alex Grimm – FIFA/FIFA via Getty Images

Mundial Sub-17 de 2015, no Chile

Nova queda nas quartas de final, desta vez para a Nigéria. Evander, do Vasco, foi o camisa 10 da Seleção. Militão, do São Paulo, e Luis Henrique, revelado pelo Botafogo, foram outros nomes brasileiros na ocasião.

Evander e Militão no Mundial Sub-17 | Foto: Martin Rose – FIFA/FIFA via Getty Images