Publicidade

O ano chegou ao fim para as seleções, com a última data Fifa disputada agora em novembro. Além da Copa do Mundo na Rússia e do surgimento e consolidação de alguns atletas, 2018 também ficará marcado pela despedida de algumas feras do nível internacional. O “As”, da Espanha, relembrou sete jogadores de peso que se aposentaram ou se despediram de seleções este ano.

A lista só conta com nomes de peso (sendo quatro campeões mundiais), que foram importantes para as seleções. Tem jogador com mais partidas pela Argentina e o maior artilheiro da Inglaterra.

LEIA MAIS

Publicidade

Mercado da bola: dez craques que estão no último ano de contrato
Os clubes que mais faturam com patrocínio e fornecedor de material
Palacios a caminho: os argentinos mais caros da história do Real Madrid
‘Tríplice Coroa’: eles ganharam Copa do Mundo, Champions e Bola de Ouro

Sete feras que se aposentaram de seleções

Iniesta

Autor do gol que garantiu o título mundial em 2010, Iniesta se despediu da seleção espanhola na Copa do Mundo da Rússia. A Espanha caiu para os anfitriões, nas oitavas de final. O meia disputou 131 jogos e marcou 14 gols pela Espanha.

David Silva

Publicidade

A exemplo de Iniesta, conquistou a Copa de 2010 e a Eurocopa de 2008 e 2012. David Silva também anunciou aposentadoria do selecionado espanhol após o Mundial. O meia do Manchester City disputou 125 jogos e marcou 35 gols pela Espanha.

Piqué

O zagueiro do Barcelona também se despediu da seleção da Espanha após a Copa deste ano. Piqué, que também é campeão mundial, disputou 102 jogos e marcou cinco gols pela seleção de seu país.

Publicidade

Tim Cahill

Referência da Austrália por anos, Tim Cahill se despediu da seleção no amistoso contra o Líbano, nesta terça-feira. Cahill disputou quatro Copas do Mundo (2006, 2010, 2014 e 2018) e marcou cinco gols. Ao todo, disputou 108 partidas pela Austrália e fez 50 gols.

Mascherano

Publicidade

Atleta que mais defendeu a Argentina – foram 147 jogos -, o volante se aposentou da seleção hermana após a Copa do Mundo, na qual foi eliminado pela França nas oitavas de final.

Özil

Campeão mundial em 2014, o meia do Arsenal se aposentou da seleção alemã após a Copa deste ano, na qual o time caiu ainda na primeira fase. Özil, de ascendência turca, alegou perseguição e racismo. Às vésperas da convocação da Alemanha para a Rússia, ele foi repreendido publicamente pelo presidente da Federação Alemã de Futebol por ter tirado foto com o presidente da Turquia, em campanha para reeleição. A entidade interpretou como ação de cunho político. Özil disputou 92 jogos e marcou 22 gols pela Alemanha.

Publicidade

Rooney

O atacante anunciou a aposentadoria da seleção inglesa em 2017. Porém, a despedida oficial aconteceu no dia 15, contra os Estados Unidos, no amistoso que marcou o adeus definitivo de Rooney da Inglaterra. Ele disputou 120 jogos e marcou 53 gols pela seleção, sendo o maior artilheiro da história da Inglaterra.