Publicidade

Sergio Ramos completou 14 anos de seleção espanhola no triunfo sobre Malta, pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020. De quebra, alcançou um recorde. O zagueiro agora soma 121 vitórias pela Espanha, igualando marca de Casillas.

Sergio Ramos é um dos líderes da Espanha | Foto: Federação Espanhola de Futebol / Divulgação

A estreia de Sergio Ramos pela seleção espanhola foi contra a China, em amistoso disputado em 2005. À época, ele estava prestes a completar 18 anos. O zagueiro agora tem 163 jogos pela Espanha e está próximo de Casillas, recordista em partidas, com 167.

Sergio Ramos, há alguns anos, é uma peça-chave da Espanha. O zagueiro do Real Madrid foi campeão mundial em 2010 e também conquistou duas Eurocopas, em 2008 e em 2012.

Top 3: os atletas com mais vitórias pela Espanha

1º – Sergio Ramos

Publicidade

O zagueiro do Real Madrid chega ao topo da lista e empata com Casillas, com 121 vitórias pela Espanha. Vai se isolar na primeira colocação em breve. Sergio Ramos tem 18 gols pela seleção.

Sergio Ramos também é peça-chave do Real | Foto: Real Madrid / Divulgação

1º – Casillas

Revelado pelo Real Madrid, pelo qual também fez história, e no Porto há quatro temporadas, o goleiro foi titular da seleção espanhola por anos. O último jogo de Casillas pela Espanha foi em 2016. Ao todo, tem 167 partidas, sendo o recordista, e 121 vitórias (recorde prestes a perder). Campeão mundial e bicampeão da Euro também.

Casillas renovou contrato com Porto | Foto: Porto / Divulgação

2º – Xavi

O meia se despediu da seleção espanhola na Copa do Mundo de 2014 – ele estreou em 2003. Xavi disputou 133 jogos e colecionou 100 vitórias pela Espanha, sendo campeão mundial e bicampeão da Eurocopa.

Xavi fez história pelo Barcelona e pela Espanha | Foto: Miguel Ruiz / FCB / Divulgação

3º – Iniesta

Publicidade

Autor do gol do título da Copa do Mundo de 2010, o meia venceu 96 jogos dos 131 que disputou pela Espanha. Iniesta se despediu da seleção espanhola no Mundial da Rússia, em 2018.

Além da seleção, Iniesta também se despediu do Barcelona em 2018 | Foto: Twitter Barcelona