Publicidade

Iniesta, após a Copa do Mundo, vai desembarcar no Japão. O craque espanhol de 34 anos se despediu do Barcelona depois de 22 anos (contando categorias de base) e vai defender o Vissel Kobe. Ele será o nome mais relevante da J-League, que também tem Podolski, campeão mundial com a Alemanha em 2014 e outro astro do Vissel Kobe. O futebol japonês é um reduto de brasileiros.

Veja os principais nomes do Brasil na liga japonesa.

Publicidade

Campeão com o Corinthians e artilheiro do Brasileirão de 2017, ao lado de Henrique Dourado, Jô foi para o Nagoya Grampus este ano. É um dos principais brasileiros na J-League – tem seis gols no torneio.

Gabriel Xavier

O Nagoya Grampus conta também com Gabriel Xavier, de 24 anos, desde 2017. O meia surgiu na Portuguesa e também defendeu Cruzeiro, Sport e Vitória no Brasil.

Publicidade

Ademilson

Revelado pelo São Paulo, Ademilson, de 24 anos, está no Japão desde 2015, quando foi para o Yokohoma Marinos. No ano seguinte, foi para o Gamba Osaka, clube atualmente dirigido pelo técnico Levir Culpi (além de Levir, outro treinador brasileiro na J-League é Oswaldo de Oliveira, no Urawa Reds).

Leandro

Publicidade

Atacante de 25 anos, Leandro já defendeu Grêmio, Palmeiras, Santos e Coritiba no Brasil. Está no Kashima Antlers desde o ano passado.

Souza

O volante de 30 anos está no Cerezo Osaka desde 2016. Souza defendeu Bahia (último clube no Brasil), Santos, Cruzeiro, Palmeiras, entre outros.

Publicidade

André Bahia

Revelado pelo Flamengo, o zagueiro de 34 anos defendeu o Feyenoord, da Holanda, por sete temporadas. André Bahia jogou também pelo Botafogo, seu último clube aqui no Brasil. Está desde 2015 no Shonan Bellmare.

Leo Silva

Publicidade

É conhecido do futebol mineiro – defendeu a URT, o Ipatinga e o Cruzeiro. Léo Silva, meio-campista, também atuou pelo Botafogo e Portuguesa. Está no Japão desde 2013 – quatro temporadas pelo Albirex Niigata (atualmente da Segunda Divisão e com Alex Muralha no gol) e as últimas duas pelo Kashima Antlers.

Eduardo

Revelado pelo Bahia, Eduardo defendeu o Botafogo de 2008 a 2011, quando foi para o Braga de Portugal. Seu último clube no Brasil foi o Avaí, em 2015. Pode jogar como lateral-esquerdo, zagueiro e volante. Está no Kawasaki Frontale desde 2016.

Publicidade

Patric

O artilheiro da J-League é brasileiro. O atacante Patric tem dez gols no torneio. É o quinto ano seguido dele no Japão, sendo o segundo no Sanfrecce Hiroshima (antes defendia o Gamba Osaka), líder do torneio. No Brasil, jogou pelo Vasco, Fortaleza, Atlético-GO, entre outros.

Diego Oliveira

Publicidade

É o vice-artilheiro da J-League, com nove gols. Esta é a terceira temporada de Diego Oliveira no Japão – jogou as duas primeiras pelo Kashiwa Reysol antes de ir para o FC Tokyo. No Brasil, o atacante de 28 anos defendeu o Paraná, Bahia, Ponte Preta (último clube no país), entre outros.

Leia também:

Publicidade

Há 10 anos, veja quem movimentava o mercado da bola na Europa
Brasileiros livres pelo mundo que podem reforçar seu clube
Vinicius, Rodrygo, Pato… as maiores transferências de atletas sub-18
Ronaldo, Zidane, Suker… há 20 anos, os destaques e craques da Copa de 1998
Brasileiros do Shakhtar Donetsk: Moraes e Fernando aumentam a lista