Publicidade

Máquina de gols e de títulos, Cristiano Ronaldo assinou com a Juventus por quatro temporadas. Aos 33 anos, embarca em um novo desafio cercado de expectativa e com a motivação em alta. Na coletiva de apresentação, CR7 declarou: “Os jogadores da minha idade vão para a China ou para o Qatar”.

Uma frase para pontuar que ainda pode render o que espera, que é diferente. Muitos podem até interpretar o discurso do CR7 como alfinetada. De certo, o craque português retratou o que acontece com frequência. O jornal “Marca” lembrou de alguns exemplos de atletas que optaram por ligas “alternativas” de poder econômico grande.

Publicidade

LEIA MAIS

Champions, Tríplice Coroa, recordes… sete desafios de Cristiano Ronaldo na Juventus
CR7 ‘desafia’ o mercado: é o atleta acima de 30 anos mais caro da história. Veja o Top 10
Cristiano Ronaldo vira a maior venda da história do Real Madrid: o Top 10
Kane é o segundo inglês artilheiro da Copa. Brasil lidera ranking por países
Os 9 atletas que custaram mais do que Modric na janela em que foi para o Real Madrid

Iniesta

Depois de praticamente uma vida de Barcelona – foram 22 anos, contando a época de categoria de base -, Iniesta se despediu do clube e acertou com Vissel Kobe, do Japão. O volante tem 34 anos.

Publicidade

Fernando Torres

Aos 34 anos, Fernando Torres também rumou para o Japão. Ele se despediu do Atlético de Madrid na última temporada e acertou com Sagan Tosu.

Kaká

Publicidade

Último brasileiro a ganhar o prêmio de melhor do mundo, Kaká foi para os Estados Unidos aos 33 anos, defender o Orlando City.

David Villa

Atacante espanhol de sucesso, Villa foi outro a escolher os Estados Unidos na carreira. Aos 33 anos, foi para o New York City.

Publicidade

Ibrahimovic

O atacante sueco, de 36 anos, deixou o Manchester United no decorrer da última temporada e foi para o Los Angeles Galaxy.

Xavi

Publicidade

Ídolo do Barcelona, tal qual Iniesta, Xavi, em 2015, deixou o clube espanhol e foi para o Qatar. Ele tinha 35 anos. Até hoje, defende o Al-Sadd.

Beckham

O midiático meio-campista inglês foi para os Estados Unidos com 32 anos. Beckham defendeu o Los Angeles Galaxy e depois voltou para a Europa (atuou pelo Milan e pelo Paris Saint-Germain.

Publicidade

Schweinsteiger

Campeão mundial com a Alemanha em 2014, o volante, aos 32 anos, deixou o Manchester United e foi para o Chicago Fire, dos Estados Unidos.