Publicidade

A Libertadores vive clima decisivo de olho nas oitavas de final, com muito em jogo na última rodada da fase de grupos. Até o momento, 11 clubes estão classificados para o mata-mata, sendo cinco brasileiros (Grêmio, Flamengo, Santos, Corinthians e Palmeiras). O Cruzeiro está praticamente garantido (tem vantagem enorme sobre a Universidad de Chile).

Cruzeiro precisa vencer para ficar em primeiro | Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro / Divulgação

Além dos cinco brasileiros, Cerro Porteño, Libertad, Atlético Tucumán, River Plate, Racing e Boca Juniors estão garantidos nas oitavas de final da Libertadores.

Leia também:

Publicidade

Borja supera três de uma vez e vira vice-artilheiro do Palmeiras no Allianz Parque
Valentim iguala aproveitamento em rotina de clássicos pelo Botafogo
Pedro mata responsabilidade no peito: está no pódio dos artilheiros da Série A
Lista da Seleção: elenco tem valor de mercado de quase R$ 4 bilhões

A situação de cada grupo da Libertadores

Grupo 1

Grêmio e Cerro Porteño já garantiram classificação. A última rodada será decisiva para estabelecer a ordem. O Tricolor Gaúcho, atual campeão, lidera o grupo com 11 pontos, um a mais que o clube paraguaio. Se vencer o Defensor, o Grêmio avança em primeiro. O Cerro precisa bater o Monagas e torcer por um tropeço gremista.

Grêmio de Renato Gaúcho busca o bicampeonato | Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Divulgação

A vitória na última rodada é duplamente especial para o Grêmio. Além de garantir a primeira colocação do grupo, o Tricolor pode terminar a 1ª fase com a segunda melhor campanha no geral – o que representaria vantagem de decidir em casa no mata-mata contra quase todos os rivais (exceto num possível duelo com Palmeiras, dono do melhor retrospecto).

Publicidade

Grêmio – Se vencer, garante o primeiro lugar. Também se classifica em primeiro caso o Cerro não vença.
Cerro Porteño – Precisa vencer e torcer por um empate do Grêmio.

Grêmio x Defensor – quarta-feira, às 19h15
Cerro Porteño x Monagas – quarta-feira, às 19h15

Grupo 2

É o único grupo em que ainda não há classificado. Os quatro clubes estão na briga. O Atlético Nacional lidera com nove pontos e precisa de apenas um empate para avançar. Segundo colocado com sete pontos, o Colo-Colo tem de vencer para não depender de outros resultados, mas pode se classificar com empate ou até mesmo com derrota. O Delfín é o terceiro lugar, também com sete pontos, e depende de si. O Bolívar, lanterna com cinco pontos, precisa de combinação de resultado.

Publicidade

Atlético Nacional – se vencer, garante a primeira colocação. Avança de fase com empate (perderia o primeiro lugar apenas se o Delfín vencesse por nove gols). Pode se classificar com derrota, caso o Delfín não vença o Bolívar (assim, ficaria com segundo lugar do grupo).

Colo-Colo – se vencer, tem tudo para avançar em primeiro lugar (leva vantagem no saldo de gols sobre o Delfín, que precisaria tirar diferença de dois no saldo). Se empatar, tem de torcer por empate no outro jogo da chave ou por vitória do Bolívar, desde que não seja por quatro gols. Se perder, estará eliminado.

Delfín – Se vencer, garante a classificação (pula para dez pontos – como Atlético Nacional e Colo-Colo se enfrentam, passaria um dos rivais). Se empatar, tem de torcer por vitória do Atlético Nacional. Se perder, estará eliminado.

Publicidade

Bolívar – Precisa vencer e torcer para o Atlético Nacional bater o Colo-Colo. Caso haja empate no outro jogo, terá de golear por quatro gols de diferença.

Atlético Nacional x Colo-Colo – quarta-feira, 21h30
Bolívar x Delfín – quarta-feira, 21h30

Grupo 3

Já decidido. Libertad avançou em primeiro, com 13 pontos, enquanto o Atlético Tucumán se classificou em segundo, com dez pontos. Libertad vai secar Grêmio, River Plate, Racing e Corinthians na última rodada – para ter a segunda melhor campanha da fase de grupos.

Grupo 4

Publicidade

River Plate e Flamengo estão classificados para o mata-mata da Libertadores. Na última rodada, vão se enfrentar e decidir a ordem do grupo. O clube argentino, com 11 pontos, joga pelo empate. O Fla, que tem nove, precisa ganhar no Monumental de Núñez para terminar em primeiro.

River Plate x Flamengo – quarta-feira, às 21h45
Emelec x Santa Fe – quarta-feira, às 21h45

Grupo 5

O Racing já está classificado. Lidera o grupo com 11 pontos. O Cruzeiro, que tem oito pontos, está virtualmente garantido e pode avançar em primeiro. A Universidad de Chile, com cinco pontos, precisa de um milagre. Eliminado, o Vasco busca o terceiro lugar para ir para a Sul-Americana.

Publicidade

Racing – joga pelo empate para garantir o primeiro lugar. Se vencer, pode ter a segunda melhor campanha no geral.

Cruzeiro – se vencer, garante o primeiro lugar, pelo saldo de gols. Fica em segundo se empatar. Só fica fora das oitavas se, além de perder, a La U vencer e tirar uma diferença de 16 gols de saldo.

Universidad de Chile – precisa de um milagre. Tem cinco pontos e saldo de menos sete gols (o saldo do Cruzeiro é de 9). Ou seja, precisa golear e torcer por uma goleada do Racing no outro jogo.

Publicidade

Vasco – com apenas dois pontos, busca o terceiro lugar do grupo para ficar com vaga na Sul-Americana. Para isso precisa vencer a La U por dois gols (tem saldo de menos 9).

Cruzeiro x Racing – terça-feira, às 21h30
Universidad de Chile x Vasco – terça-feira, às 21h30

Vasco busca vaga na Sul-Americana | Foto: Carlos Gregório / Vasco.com.br / Divulgação

Grupo 6

O Santos, com nove pontos, já está classificado. Nacional e Estudiantes fazem jogo direito pela última vaga, enquanto o Real Garcilaso tem chances remotas.

Santos está classificado e briga para manter a liderança do grupo na Libertadores | Foto: Ivan Storti / Santos FC / Divulgação

Publicidade

Santos – se vencer, garante o primeiro lugar. Pode avançar em primeiro se empatar (o Nacional não poderia ganhar) e até se perder (o Nacional teria de perder também).

Nacional – basta um empate para ficar em segundo lugar. Pode avançar com derrota (leva vantagem no saldo de gols, três contra zero do Estudiantes).

Estudiantes – Precisa golear o Nacional para empatar em pontos e tirar a diferença do saldo de gols.

Real Garcilaso – Com saldo de menos cinco, tem de golear o Santos e torcer por vitória simples do Estudiantes

Santos x Real Garcilaso – quarta-feira, às 19h15
Estudiantes x Nacional – quarta-feira, às 19h15

Grupo 7

O Corinthians, com dez pontos, já garantiu classificação para oitavas de final da Libertadores. Independiente e Deportivo Lara dependem apenas de si, enquanto o Millonarios precisa de combinação de resultados.

Carille e Corinthians já estão classificados | Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians / Divulgação

Corinthians – Garante o primeiro lugar com vitória ou empate. Se perder, só cai para segundo caso o Independiente tire uma diferença de sete gols de saldo. Ou seja, improvável.

Independiente – Com sete pontos, se vencer, garante a classificação. Se empatar, terá de secar o Millonarios. Estará fora se perder.

Deportivo Lara – Com seis pontos, avança caso vença na Argentina: é o único resultado que interessa.

Millionarios – Com cinco pontos, precisa vencer o Corinthians e torcer por um empate entre Independiente e Lara. O Millionarios leva vantagem no saldo de gols em relação ao Independiente.

Corinthians x Millonarios – quarta-feira, às 21h45
Independiente x Deportivo Lara – quarta-feira, às 21h45

Grupo 8

Já definido. O Palmeiras se classificou em primeiro, com 16 pontos, tendo a melhor campanha – terá vantagem no mata-mata da Libertadores até mesmo numa possível final. Boca Juniors, com nove pontos, avançou em segundo.

Borja é vice-artilheiro da Libertadores | Foto: Cesar Greco / Ag Palmeiras / Divulgação