Buffon não é o único: outros craques que não ganharam Champions League

publicado em 12/04/2018 às 15:30

Buffon é considerado um dos melhores goleiros da história do futebol mundial. Ele coleciona títulos – foi campeão mundial com a Itália em 2006, tem oito italianos no currículo, uma Copa da Uefa (atual Liga Europa), quatro Copas da Itália. Porém, falta algo na galeria de Buffon: a Champions League. Ele bateu na trave três vezes (foi vice em 2003, 2015 e 2017). Na eliminação na semifinal para o Real Madrid, nesta quarta-feira, Buffon pode ter feito o último jogo pelo torneio – há a expectativa quanto à aposentadoria. Se o adeus se confirmar, ele não será o único craque a se despedir sem ter conquistado a “Orelhuda”, apelido do troféu da Champions.

 

Buffon disputou três finais de Champions League | Foto: Juventus / Divulgação

O MQJ listou dez craques/feras que não conseguiram ganhar a Champions League, levando em conta de 1992 para cá, quando o torneio substituiu a antiga Taça dos Campeões Europeus.

Leia também:

Zebras campeãs da Champions League? A Roma pode sonhar
Roma entra para lista de reviravoltas históricas na Champions League
Os craques mais valorizados de seleções que não vão disputar a Copa do Mundo
Piqué entra no Top 3 dos defensores com mais gols na Champions League
Quem ganhou a Champions League em ano de Copa do Mundo?

Ronaldo

Melhor do mundo duas vezes, Ronaldo tem dois títulos de Copa do Mundo, mas não teve o prazer de conquistar a Champions League. A melhor campanha do Fenômeno foi em 2002/2003, quando o Real Madrid caiu para a Juventus na semifinal.

Romário

O Baixinho bateu na trave. Na temporada 1993/1994, o Barcelona perdeu a final para o Milan por 4 a 0. Romário curou o dissabor na Copa do Mundo de 1994. De quebra, foi eleito o melhor do mundo.

Cannavaro

O zagueiro italiano teve a honra de levantar a taça da Copa do Mundo pela Itália, em 2006, e também foi eleito melhor do mundo. Porém, Cannavaro nunca chegou a uma final de Champions, mesmo defendendo clubes como Parma, Inter de Milão, Juventus e Real Madrid. O máximo que alcançou foi a semifinal de 2003, quando caiu para o Milan. À época, jogava pela Inter.

Lothar Matthäus

Eleito melhor jogador do mundo em 1991, Matthäus sofreu com a maior reviravolta em final da história da Champions League. Em 1999, o Bayern de Munique vencia o Manchester United por 1 a 0. Do banco, já havia sido substituído, o alemão assistiu ao rival inglês virar o jogo nos acréscimos.

George Weah

O atacante liberiano fez história em 1995, ao ser eleito o melhor jogador do mundo. No desempenho na Champions League, parou em semifinal com a camisa do Paris Saint-Germain. Atualmente, Weah é presidente da Libéria.

Roberto Baggio

Melhor do mundo de 1993, Roberto Baggio não teve tantas chances na Champions League. O mais longe que conseguiu alcançar foi em 1998/1999: quartas de final com a camisa da Inter de Milão.

Zlatan Ibrahimovic

O sueco disptou a Champions League por sete clubes diferentes (Ajax, Juventus, Inter de Milão, Barcelona, Milan, Paris Saint-Germain e Manchester United). Porém, o máximo que Ibrahimovic conseguiu chegar foi à semifinal, em 2009/2010, quando a Inter de Milão eliminou o Barça.

Totti

Ídolo da Roma, Francesco Totti não teve muito sucesso na Champions League. O máximo que atingiu foi quartas de final.

Ruud Van Nistelrooy

Artilheiro de três edições da Champions League, Nistelrooy soma 56 gols em 73 jogos pelo torneio. A semifinal de 2001/2002 pelo Manchester United, quando caiu para o Bayer Leverkusen, foi o ponto alto do atacante holandês na competição.

Dennis Bergkamp

Outro holandês na lista é Bergkamp, talentoso atacante. O destino ainda foi cruel. Na despedida da carreira, viu do banco de reservas o Arsenal perder a final da Champions League para o Barcelona, na temporada 2005/2006.

Deixe seu comentário:

Comentário