Publicidade

Virou febre nas redes sociais. A hashtag #DateRuim se espalhou com rapidez. A brincadeira consiste em revelar um encontro em que as coisas não andaram bem com crush, com @ desejada. Como o esporte faz parte do dia a dia, aquele relacionamento às vezes bem passional, o MQJ traz situações em que o #DateRuim pode ser retratado nos campos e quadras.

LEIA MAIS

Candidatos a craques? Relembre quem despontava há dez anos
Que dupla! Dança de Adriano Imperador e Aloísio Chulapa bomba na Internet
Peça-chave do Flamengo, Everton iguala melhor marca da carreira

Publicidade

Basicamente, #DateRuim é sempre quando o seu time não vence. Mas há situações que pioram o episódio. Perder pênalti, por exemplo, que bola fora. Tem também quando o jogador é expulso e deixa todo mundo na mão.

Gol nos acréscimos

Tudo está dando certo no date entre você seu time. O final feliz é questão de tempo. Porém, nos acréscimos, a vitória escapa. Aquele maldito gol nos acréscimos pôs tudo a perder…

Seu time está vencendo | leva gol nos acréscimos e deixa a vitória escapar

Excesso de vontade

A cena é a seguinte: você está louco de vontade, vai com tudo no lance, com muita sede ao pote e… leva uma caneta daquelas, de ficar constrangido. Que #DateRuim!

Melhor levar chapéu

Publicidade

A chuva pode estragar muito date por aí. Melhor levar chapéu, não? Depende. Mostra para eles, Ronaldinho Gaúcho!

A lei do ex

Ela é praticamente implacável. Pode resultar em raiva ou aquela saudade/nostalgia. O certo é que todo mundo está sujeito a sofrer com a lei do ex. É normal do #DateRuim no mundo da bola. Na 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, por exemplo, Nenê, ex-Santos, definiu a vitória do Vasco na Vila Belmiro.

A lei do ex castiga no futebol, não é, Nenê? | Foto: Nelson Costa / Vasco.com.br

Toco

No basquete, um quesito tem tudo a ver com #DateRuim: o toco, aquele momento em que você, todo prosa, acha que vai conseguir o objetivo, mas é rejeitado. E quando isso acontece três vezes na mesma jogada? O coitado do Cody Zeller, do Charlotte Hornets, foi rejeitado três vezes por Kristaps Porzingis, do New York Knicks. Zeller lembrou muito conhecido na balada, levando toco atrás de toco, né?!

Aquela frustração no fim…

Publicidade

Outro #DateRuim no basquete é quando seu time perde o jogo na última bola, naquela cesta no estouro do cronômetro… é aquele balde de água fria, acaba com qualquer clima.