Publicidade

Depois de passar quatro jogos sem praticamente participar do Real Madrid, dentro do rodízio de Zidane, Isco foi uma das grandes novidades do Real Madrid… Mas foi um de seus grandes fracassos na derrota para o Valencia, por 4 a 1, no Mestalla. Embora o relacionamento do jogador com o técnico estivesse estremecido, Isco iniciou a partida no estádio em que despontou para o futebol.

Mas os números do jogador em campo não ajudaram. Em campo, foi o jogador que mais perdeu bolas, num total de 10, conforme os números da partida, tendo apenas uma recuperação. Entre os jogadores do Real Madrid, Isco teve o menor índice nas disputas de bola (16,7%) contra o Valencia. Para quem não se lembra, trata-se do jogador que, em outubro último, foi gravado nas arquibancadas reclamando da postura de Zidane em escalá-lo. Pois não aproveitou a chance.

Embora relação de Isco com Zidane seja boa, flagra pode mudar esse cenário Relação de Isco com Zidane está estremecida – Foto: MIGUEL RIOPA/AFP via Getty Images)

Para ir além, Isco é o mesmo jogador que entrou em rota de colisão com Santiago Solari, antecessor de Zidane no Real Madrid. O auge veio com a derrota frente ao Ajax, em março de 2019. Na ocasião, quando soube que não estava relacionado para o jogo, Isco se negou a entrar no ônibus com o restante da equipe. A história rendeu um processo disciplinar contra o jogador, que quase deixou o Real Madrid.

Leia também

Publicidade

Os memes da goleada do Atlético Mineiro sobre o Flamengo

Salah e Gabriel Jesus são personagens a parte na Premier League

Sorte ou não, Solari foi demitido em março do ano passado, substituído por Zidane, que recuperou o jogador. Zidane o lançou contra o Celta, fato que foi retribuído com Isco marcando o gol que abriu caminho para a nova fase do técnico no clube. No entanto, pouco mais de 600 dias depois, tudo parece voltar à estaca zero. Agora cabe a Zidane decidir: se ele lhe dá uma nova chance ou faz o que seu antecessor não fez.