Publicidade

O “novo” Chelsea vai atacar o mercado da bola. O processo de aquisição do clube pelo consórcio liderado pelo empresário norte-americano Todd Boehly foi aprovado também pelo governo britânico. Assim, o Chelsea troca de dono. E com apetite para investir. Segundo “The Telegraph”, o Chelsea vai ter 235 milhões de euros (R$ 1,2 bilhão) para contratar reforços.

O técnico Thomas Tuchel, assim, vai poder buscar nomes de peso para o Chelsea. A primeira missão deve ser reconstruir a zaga. Em fim de contrato, Antonio Rüdiger e Andreas Christensen estão de saída.

Thomas Tuchel Chelsea Tuchel vai ter caminhão de dinheiro para investir | Foto: Clive Rose/Getty Images

O problema de Tuchel pode aumentar no setor defensivo. O lateral-direito Azpilicueta e o lateral-esquerdo Marcos Alonso são alvos do Barcelona. Segundo a imprensa espanhola, eles querem trocar o clube inglês pelo Barça.

Relacionadas

Rafael Leão Milan
Mbappé

Publicidade

Tuchel já trabalha de olho em reforços. A lista do técnico tem dois zagueiros na mira: Jules Koundé, do Sevilla, e Josko Gvardiol, do Leipzig.

Bayern de Munique completa chapéu no Barcelona e anuncia lateral-direito

O Chelsea, agora, quer vida nova para superar de vez a turbulência dos últimos meses. Roman Abramovich colocou o clube à venda. As sanções ao então dono, próximo do governo russo, respingaram no Chelsea, que ficou proibido de contratar, vender e renovar com jogadores.

Comentários