Publicidade

O primeiro capítulo do badalado trio MNM aconteceu justamente no principal objetivo do PSG:  a Champions League. O torneio foi o palco para o 1º jogo de Messi, Neymar e Mbappé juntos. Entretanto, o tridente não atuou por muito tempo. O craque francês sentiu e saiu no começo da etapa final. E o Paris Saint-Germain ainda tropeçou: 1 a 1 com o Brugge, nesta quarta-feira, na Bélgica, pelo Grupo A.

O técnico Mauricio Pochettino deu certa liberdade ao trio. Houve rodízio no craque que atuava mais centralizado. Messi, quando atuou por ali, conseguiu acionar Mbappé. O astro francês, por sinal, vem mostrando que pode ofuscar os companheiros mais badalados. Ele deu assistência para o gol de Ander Herrera. Já Neymar foi o mais discreto dos três. O craque brasileiro pouco contribuiu efetivamente, enquanto o argentino acertou o travessão.

Messi PSG Champions League Messi inicia nova trajetória na Champions League pelo PSG | Foto: Uefa

A qualidade do trio Messi, Neymar e Mbappé vai fazer a diferença, mas também tem um “peso”. O sistema defensivo fica mais exposto ou com menos ajuda. O Brugge se aproveitou e levou perigo algumas vezes. Por sinal, o clube belga foi superior no jogo como um todo.

Relacionadas

Haaland Borussia Dortmund Besiktas Champions League
Rüdiger Chelsea
Messi PSG

Publicidade

A próxima rodada simplesmente reserva o duelo entre PSG e Manchester City, no dia 28, na França. No mesmo dia, o Brugge visita o Leipzig, na Alemanha.

Brugge ‘estraga’ festa do PSG na Champions League

No primeiro tempo, Ander Herrera “ofuscou” o trio. Na verdade, ele se serviu do talento de um ás do PSG. Mbappé fez jogada pela esquerda e cruzou para o meia. Ele emendou de primeira e fez 1 a 0, aos 14 minutos.

Messi e Ander Herrera PSG Champions League Ander Herrera recebeu presente de Mbappé e comemorou com Messi | Foto: Uefa

Depois, Messi deu bolão para Mbappé. Entretanto, Mignolet salvou o Brugge. O clube belga, então, deu o bote, em escapada pela esquerda. Vanaken, sem marcação, completou cruzamento. A bola desviou em Kimpembe e entrou: 1 a 1, aos 26 minutos.

Vanaken Brugge PSG Champions League Vanaken marcou para o Brugge | Foto: Uefa

Publicidade

Messi, dois minutos depois, buscou o ângulo, mas carimbou o travessão do Brugge. Keylor Navas precisou trabalhar. Ele espalmou falta cobrada por Vanaken. O goleiro do PSG evitou a virada. Após contra-ataque, De Ketelaere emendou com força e obrigou Navas a salvar.

Dortmund se prepara para o adeus de Haaland e faz lista de substituto

O técnico Pochettino foi obrigado a desfazer o trio MNM no segundo tempo. Mbappé, que já havia sentido o tornozelo esquerdo no primeiro tempo, saiu aos quatro minutos da etapa final. Icardi entrou na vaga dele.

Publicidade

Vexame contra o Bayern não é a pior notícia para o Barcelona de Koeman

O Brugge dava trabalho e era até mais perigoso. Messi até que tentou, mas Mignolet apareceu bem e salvou finalização. Depois, o craque argentino levou amarelo por falta no meio de campo.

O jogo esfriou. O 1 a 1 persistiu e fica registrado como primeiro placar do trio MNM com a camisa do PSG.

Manchester City supera o Leipzig em jogão

Publicidade

Atual vice-campeão, o Manchester City largou com vitória também pelo Grupo A. Em casa, em jogo movimentado, o time de Pep Guardiola fez 6 a 3 sobre o Leipzig.

Manchester City Leipzig Champions League Manchester City não economizou nos gols | Foto: Uefa

Aké abriu o placar, aos 16 minutos. Mukiele, contra, deixou o Manchester City na boa. O Leipzig ensaiou uma reação e diminuiu com Nkunku, aos 42 minutos. Entretanto, a festa não durou tanto. Aos 47, de pênalti, Mahrez fez 3 a 1.

O segundo tempo também foi movimentado. Logo aos seis minutos, Nkunku apareceu de novo e fez o segundo do clube alemão. Contudo, a resposta do City, novamente, veio na sequência. Cinco minutos depois, Grealish voltou a deixar o time de Guardiola com margem mais confortável no placar: 4 a 2.

Publicidade

O roteiro voltou a se repetir. Nkunku chegou ao hat-trick, aos 28 minutos. O Manchester City logo jogou um balde de água fria. João Cancelo, dois minutos depois, fez 5 a 3.

Para definir logo o jogo, Gabriel Jesus fez o sexto para o Manchester City, aos 40 minutos. Que jogo!

 

Comentários