Publicidade

O PSG não gostou nada da convocação de Messi para a seleção da Argentina para as Eliminatórias para a Copa do Mundo. O craque desfalcou o clube francês nos últimos jogos, em função de um incômodo na coxa esquerda. Mesmo assim, foi convocado e deve enfrentar o Uruguai, nesta sexta-feira.

Técnico da Argentina, Lionel Scaloni evitou polêmica com o PSG e entendeu as críticas do clube francês, feitas pelo brasileiro Leonardo, dirigente do Paris Saint-Germain.

Messi Argentina Messi deve enfrentar o Uruguai (Foto: AFA)

– Temos relação com Leonardo, porque Walter Samuel (auxiliar da Argentina e ex-zagueiro) foi companheiro dele e falou com ele há pouco tempo. É compreensível a postura do PSG, pelo que está acontecendo com as datas da Fifa e a Copa América. Para os clubes, são muitas viagens pela seleção. É totalmente compreensível por parte do PSG, por uma questão de calendário, e nem tampouco se pode duvidar de que devemos convocá-lo. Se estiver disponível, que jogue – declarou Scaloni.

Relacionadas

Cristiano Ronaldo Manchester United
Mbappé PSG
Arnaut Danjuma Villarreal

Publicidade

O comandante contou que Messi aumentou a carga de treinamento e indicou que conta com o astro no clássico da Argentina com o Uruguai.

Aston Villa vai buscar lenda do Liverpool para dar volta por cima na Premier League

– Ele está bem e treinou ontem (quarta-feira). Ele vem em progressão e se intensificou nos últimos dias e está à disposição – acrescentou Scaloni.

Publicidade

Recusa de prêmio, agressão verbal… José Mourinho sem clima com imprensa da Itália

Já Paredes, outro nome do PSG com problemas físicos e convocado pela Argentina, não vai enfrentar o Uruguai.

A Argentina está invicta nas Eliminatórias e na segunda colocação, com 25 pontos. Nesta sexta-feira, visita o Uruguai, às 20h (horário de Brasília).

Comentários