Publicidade

Campeão espanhol com o Atlético de Madrid, Suárez mostrou em campo e com gols o erro do Barcelona em liberá-lo. O atacante uruguaio mantém o carinho pelo clube, mas critica o ex-presidente Josep Maria Bartomeu e o técnico Ronald Koeman.

A bronca de Suárez é como a situação foi conduzida pelo Barcelona. Ele defendeu o clube por seis temporadas e ficou fora dos planos.

Suárez Atlético de Madrid Barcelona Suárez foi decisivo para o título do Atlético de Madrid | Foto: Imago Images

– Não quero falar mal do Barcelona, que me deu tudo e me permitiu estar na elite, mas o presidente disse tudo para a imprensa em vez de ligar para mim. Quando precisavam que o Messi ficasse, usaram-me para o convencer, para convencer Griezmann… Então por que não me ligaram quando queriam que eu saísse? – declarou Suárez, à rádio “Cadena Cope”.

Relacionadas

Rashford Champions League
Haaland Borussia Dortmund

Publicidade

O uruguaio não economizou críticas ao técnico Ronald Koeman. Suárez também não gostou de como o treinador conduziu a situação.

– Por que o treinador não me disse que não contava comigo porque queria outro tipo de atacante? Disse que não estava nos planos dele e depois que, se o meu caso não fosse resolvido até o dia seguinte, então já contaria comigo e até jogaria a partida seguinte. Foi aí que vi que ele não tinha personalidade. Não teve coragem de dizer que eu não era relevante. A decisão de me vender acabou por vir da direção e sofri muito quando me mandaram treinar à parte – acrescentou.

A resposta de Suárez foi em forma de gols. Ele fez 21 pelo Campeonato Espanhol e foi decisivo para a conquista do Atlético de Madrid. Foi dele o gol do título.

Comentários