Publicidade

Já imaginou a La Liga sem o Barcelona? (Foto: Divulgação La Liga) Já imaginou a La Liga sem o Barcelona? (Foto: Divulgação La Liga)

O Sergio Ramos do Real Madrid pode não gostar da ideia de perder para o Barcelona, ​​mas ele não quer ver os catalães sair da La Liga. Capitão do Real Madrid, o zagueiro espera que a situação política na Catalunha não resulte na saída do Barça. O referendo de independência, realizado no início de outubro, revelou que 90% dos eleitores querem a separação da Espanha.

Sergio Ramos e Piqué: mesma posição em campo, mas separados por ideologia (Foto: Reprodução) Sergio Ramos e Piqué: mesma posição em campo, mas separados por ideologia (Foto: Divulgação La Liga)

A declaração oficial da independência da Catalunha ocorreu na última sexta-feira, gerando conflito com o governo espanhol. O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, destituiu o governo catalão. As acusações são de rebelião e uso indevido de fundos públicos contra eles.

Paz, por enquanto

Publicidade

O Barcelona, ​​que buscou apaziguar a situação, convidou as partes ao diálogo. Não há perigo imediato de ter sua participação na Liga ameaçada. Porém, a longo prazo permanece um certo grau de incerteza. Sergio Ramos espera que o clima político não tenha impacto sobre o futebol.

“É difícil imaginar LaLiga sem Barcelona”, disse o zagueiro à rádio espanhola a Onda Cero. “Gostaria que o Barcelona continuasse na Liga e que nada mudasse. A situação na Espanha me machuca porque acho que somos mais fortes juntos, e me sinto mal sabendo que esta seja a imagem da Espanha em todo o mundo”, finalizou.

Leia mais:
Dois pênaltis perdido no mesmo jogo? Diego Souza repete ‘feito’ de outros famosos
Líder do 1º turno e na degola no returno: o ‘duas caras’ Corinthians
Oito coisas no futebol que nos tiram do sério

Kannemann, Nadal, Adriano… ritual, manias e superstições no esporte
A corrida pelo posto de ‘Carrasco dos clássicos’ em 2017
Expulsões, polêmicas e confusões: bolas fora de Neymar na carreira

Era Tite na Seleção Brasileira: 60 jogadores já foram chamados; Veja a lista