Publicidade

A vitória sobre o Peru é passado. Neymar volta suas atenções agora para o Paris Saint-Germain e para o jogo deste sexta-feira (16), contra o Nimes. Embora pareça uma partida comum, o adversário do PSG entrará em campo com técnico recentemente contratado, no entanto, ligado na história do confronto. Jérôme Arpinon chamou atenção de seus jogadores para o Nimes x PSG de setembro de 2018, uma partida confusa que culminou com a derrota do Nimes e uma grande confusão. Mbappé e Savanier foram expulsos.

Neymar comemora o gol do Brasil contra o Peru. Jogador foi destaque na boa vitória, mas volta a campo já nesta sexta-feira, contra o Nimes (Foto: CBF)

Tudo, de acordo com o treinador, em razão de provocação a Neymar, o que teria levantado o ânimo do PSG, quando a partida estava empatada em 2 a 2. Assim, Arpinon não quer esse tipo de comportamento por parte do seu time nesta sexta-feira.

Leia também

Neymar supera Ronaldo e agora só falta Pelé na artilharia da Seleção Brasileira

Publicidade

Equador atropela o Uruguai de Suárez

“Não entramos nesse vício. Somos melhores do que isso e podemos jogar limpo, mesmo porque nosso time é o que menos falta comete no campeonato, disse Arpinon.

O treinador do Nimes rechaça uma possível estratégia de desestabilização para o número 10 parisiense.

Publicidade

“Não nos encaixamos aí, temos que ser justos. Seria um sinal de fraqueza. Se você está confiante em suas qualidades, não precisa falar e provocar”, acrescentou.

Sobre Neymar, Arpinon só espera uma coisa a seu favor.

“Espero que ele esteja cansado depois dos jogos com o Brasil”.