Publicidade

A Seleção Brasileira continua com cem por cento de aproveitamento nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que vai ser disputada no Catar. Jogando um futebol burocrático, o Brasil fez o suficiente para bater o Peru por 2 a 0 na Arena Pernambuco, em Recife (PE). Mas garantiu o triunfo sem sustos.

Neymar deixou a sua marca e chegou a 12 gols pela Seleção Brasileira em Eliminatórias. Assim deixou Romário e Zico para trás como maior artilheiro canarinho no torneio. Tudo isso depois de Éverton Ribeiro ter aberto o marcador.

Neymar comemora seu gol. Assim fez história. Mas não foi um grande jogo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Com o triunfo o Brasil, que chegou a sua oitava vitória seguida no torneio, lidera com 24 pontos e está praticamente classificado. Pior para o Peru, que estacionou em oito pontos, ficando a cinco da zona da repescagem.

Publicidade

MAIS! Argentina bate Bolívia com show de Messi

As duas seleções voltam a atuar em outubro. A Seleção Brasileira visita a Venezuela. Já os peruanos vão atuar em Lima medindo forças com o Chile.

Brasil decidiu a parada no primeiro tempo

Éverton Ribeiro abriu o caminho para o triunfo brasileiro. Além disso jogou bem (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A Seleção Brasileira dominou as ações no primeiro tempo. Assim construiu uma vantagem com facilidade. Gérson já tinha exigido uma boa defesa de Galese quando, aos 14 minutos, os canarinhos abriram o placar. Neymar roubou a bola de Santamaría pela esquerda, invadiu a área e cruzou para o chute certeiro de Éverton Ribeiro.

Relacionadas

Publicidade

Depois disso o Peru sentiu o golpe e não conseguia criar. Além disso quando chegava ao ataque era apenas em cruzamentos, facilmente neutralizados pela defesa brasileira. Já o Brasil buscava as jogadas pelas laterais, mas pecava no último passe.

Mesmo assim o Brasil chegou ao segundo gol aos 40 minutos. Gabigol fez boa jogada pela direita e cruzou, a zaga afastou, Éverton Ribeiro chutou e a bola se ofereceu para Neymar, já com Gallese batido, estufar as redes. Assim foi com segurança para o intervalo.

Segundo tempo foi de dar sono

Lucas Paquetá encara a zaga peruana. Mas não foi brilhante (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Na volta para o segundo tempo o Peru ficou um pouco mais ousado. Entretanto seguia insistindo nas jogadas aéreas. Quando os atacantes conseguiam cabecear, a bola era facilmente defendida pelo goleiro Weverton. Assim os brasileiros levavam poucos sustos.

MAIS! Real Madrid coloca Cavani no seu radar

Publicidade

O Brasil por sua vez administrava a vantagem. Era visível a tentativa de se desgastar o mínimo possível em um duelo onde o triunfo foi conquistado já no primeiro tempo e sem grandes sustos. Assim administrou o triunfo até o apito final.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 X 0 PERU

Local: Arena Pernambuco, em Recife (PE)
Data: 9 de setembro de 2021, quinta-feira
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexandre Guzman (COL) e Wilmar Navarro (COL)
VAR: Esteban Ostojich (URU)
Renda e público: jogo disputado sem a presença de público por conta da pandemia do Coronavírus
Cartões amarelos: Casemiro, Lucas Paquetá, Neymar e Gabigol (Brasil) e Renato Tapia, Yoshimar Yotún, Costa e González (Peru)
Gols:
BRASIL: Éverton Ribeiro aos 14 e Neymar aos 40 minutos do 1º Tempo
PERU:

Publicidade

BRASIL: Weverton, Danilo (Daniel Alves), Lucas Veríssimo, Éder Militão e Alex Sandro; Casemiro (Bruno Guimarães), Gerson (Edenílson), Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro (Matheus Cunha); Neymar e Gabigol (Hulk)
Técnico: Tite
PERU: Pedro Gallese, Advíncula, Anderson Santamaría (Ramos) e Alexander Callens; Marcos López, Renato Tapia (Costa), Yoshimar Yotún (Cartagena), Christofer Gonzáles e Christian Cueva (Flores); André Carrillo e Gianluca Lapadula (Rudíaz)
Técnico: Ricardo Gareca

Comentários