Publicidade

Jorge Jesus precisou mudar de discurso e se adaptar à realidade do Benfica. O técnico falava em contratar mais jogadores e que não pensava em perder atletas do elenco. Agora, depois da declaração de Domingos Soares Oliveira, dirigente do clube, de que será preciso negociar jogadores para equilibrar as finanças, Jesus aceitou a situação.

Jorge Jesus Benfica Jorge Jesus muda discurso no Benfica | Foto: Benfica / Divulgação

“A família do Benfica sabe a qualidade de Domingos Soares de Oliveira e da sua responsabilidade que é a gestão das finanças. Todos nós queremos o melhor para o Benfica. Nos seis anos em que estive aqui, eu me acostumei a lançar jogadores e estou preparado se tiver de perder jogadores pelos interesses coletivos do Benfica”, declarou Jorge Jesus, neste sábado.

LEIA MAIS! Ibrahimovic aborda longevidade e brinca sobre mais um milagre na carreira

Publicidade

Nesta sexta-feira, Domingos, CEO do grupo Benfica, deixou clara a necessidade de o clube vender jogadores para amenizar o impacto financeiro causado pela pandemia da Covid-19.

LEIA MAIS! Manchester United e City podem fazer clássico por Haaland

“Se não houver nenhuma venda de jogadores até o fim do ano, não teremos capacidade de apresentar resultados que apresentamos nos últimos anos”, afirmou Domingos Soares de Oliveira.

Jesus recebeu pacote de reforços no Benfica e quer (ou queria) mais

Publicidade

O Benfica movimentou o mercado da bola para atender aos pedidos de Jorge Jesus. O clube português contratou Everton Cebolinha, Gilberto, Darwin Núñez, Otamendi, Vertonghen, Luca Waldschmidt, entre outros jogadores. E Jesus quer mais. Ou, pelo menos, queria.

A prioridade é um zagueiro, mas o Benfica encontra dificuldade em dobrar o Santos na negociação por Lucas Veríssimo. Recentemente, a imprensa portuguesa também publicou que Jesus pediu a contratação de um volante.

Agora, fica a expectativa dos próximos passos do Benfica no mercado da bola.