Publicidade

mundo ficou chocado após o duelo entre Manchester City e Borussia Dortmund pela rodada de ida das quartas de final da Champions League. Apesar dos 2 a 1 dos ingleses, o que mais chamou atenção foi o fato de o bandeirinha romeno Octavian Sovre ter perseguido o atacante norueguês Erling Haaland após o confronto para lhe pedir um autógrafo. Apesar das críticas nas redes sociais, o motivo da “tietagem” foi revelado.

Haaland cede autógrafo ao bandeirinha. Mas por boa causa (Foto: Uefa)

Segundo informações do jornal romeno “Gazeta Sporturilor” o bandeirinha tem o hábito de colher camisas, autógrafos e até a bola de jogos importantes com o objetivo de auxiliar uma instituição de apoio aos portadores de autismo. Os objetos, como os cartões amarelo e vermelho assinados por Haaland, são leiloados e o valor arrecadado vai para a causa social.

MAIS! Vinicius Júnior pode mudar de lugar na prateleira de grandes craques

Publicidade

A associação beneficiada pelo bandeirinha é a “SOS Autism Bihor”, presidida por Simona Zlibut. Ele é só elogios para o bandeirinha.

Bandeirinha tem um sonho

Haaland City Dortmund Champions League

Autógrafo de Haaland vai ajudar causa nbre. Mas gerou polêmica (Foto; Uefa)

O dirigente contou uma homenagem feita ao bandeirinha. Assim tentou retribuir o gesto do assistente.

– O Sovre virou membro honorário há pouco tempo. Assim este pequeno gesto é um sinal de agradecimento pelo seu envolvimento nas atividades da nossa associação. Gostaríamos de agradecer por todos os artigos esportivos que doou ao longo dos anos. Usamos todos em eventos beneficentes que organizamos. Assim deu-nos os recursos necessários para a continuidade das nossas atividades e projetos. Além disso está sempre ao nosso lado – explicou Simona Zlibut.

Publicidade

LEIA MAIS! Próxima Champions League pode ficar sem Neymar, Mbappé, CR7 e outros craques

Sovre revelou a amigos que sonha um dia outros possam repetir seu gesto e que  personalidades do esporte decidam encaminhar por conta própria objetos a leilões para causas nobres. Assim vai ficar realizado. Mas quem se anima?