Publicidade

A polêmica envolvendo o atacante Robinho, condenado na Itália por estupro coletivo, agitou a semana no futebol. Tudo por conta da contratação do jogador pelo Santos. Torcedores criticaram o clube nas redes sociais. Jornalistas também se posicionaram e até patrocinadores deixaram o clube. Mas Robinho não está sozinho. Infelizmente a violência contra a mulher faz parte da rotina do futebol e vários jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher.

Robinho responde a processo na Itália (Foto: Santos)

Recentemente o atacante Wesley Pionteck, anunciado pelo Bragantino, esteve na delegacia para resolver uma pendência. Havia um mandado de prisão contra ele por lesão corporal em violência doméstica.

Leia também:

Publicidade

MQJ Memória: Mazolinha, o craque que virou pedreiro
MQJ Memória: Berg, o Anjo Louro do Botafogo

Em junho foi a vez de Dudu, então craque do Palmeiras, deixar o clube após ser acusado de agredir a própria esposa. O MAIS QUE UM JOGO relembra esses casos.

Jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher

Wesley Pionteck

Wesley Pionteck teve que ir até a delegacia (Foto: Ari Ferreira/Bragantino)

O atacante estreou pelo Bragantino na semana passada. Mas antes passou na delegacia para resolver o problema de um mandado de prisão por agressão em violência doméstica. Os advogados do atleta mostraram que o comunicado de que ele era foragido foi um equívoco.

DUDU

Dudu teve a sua polêmica (Foto: Cesar Greco / Ag Palmeiras / Divulgação)

Publicidade

O atacante Dudu, do Palmeiras, ganhou as manchetes envolvido em suposta agressão a sua ex-mulher, Mallu Ohana, em junho. As imagens em vídeo rodaram pelas principais publicações do país e foram compartilhadas em redes sociais. Dudu, no entanto, diz ser inocente. Não é a primeira vez que o nome do jogador aparece vinculado à violência contra mulher.

GOLEIRO JEAN

Jean na chegada ao São Paulo (Foto: Érico Leonan / SPFC)

Em dezembro de 2019, a esposa do goleiro Jean, do São Paulo, postou um um vídeo acusando o atleta de tê-la agredido. Eles estava em Orlando, de férias, quando teria ocorrido a agressão. Horas após o ocorrido ela gravou outro vídeo e disse: “está tudo bem, já passou”. No entanto, Jean ainda enviou outra mensagem para a esposa, na qual dizia “parabéns, você acabou com minha carreira e suas filhas agora irão passar fome”. Foi uma crítica ao compartilhamento do vídeo. Jean foi emprestado ao Atlético Goianiense, embora pertença ainda ao São Paulo.

NEYMAR E NAJLA TRINDADE

Neymar e a modelo Najla - Reprodução

Publicidade

Em maio de 2019, Neymar se viu envolvido em acusação de estupro e agressão. Najla Trindade ganhou as manchetes após acusar o jogador e divulgar um vídeo dos dois em um quarto de hotel. Na reta final da investigação, Najla foi acusada de falsa comunicação de crime.

Leia também:

MQJ Memória: O adeus a Clébson! O substituto de Jorginho
MQJ Memória: Daniel González, o uruguaio que fez história no Vasco e no Corinthians

BRUNO E ELIZA SAMUDIO

Publicidade

Goleiro Bruno e Eliza Samudio - Reprodução

O ex-goleiro do Flamengo ainda cumpre pena em condenação pela morte da modelo Eliza Samudio, em 2010. É provavelmente o caso de maior impacto na história do futebol brasileiro envolvendo jogador em crime contra a mulher.

DUDU (de novo?)

Dudu foi referência do Palmeiras nos últimos anos (Foto: Divulgação)

Sim. O destaque do Palmeiras com passagens por Cruzeiro, Grêmio e Seleção Brasileira teria agredido sua mulher em 2013. Ele foi acusado de dar socos na cabeça e e puxões de cabelo em sua companheira. Dudu pagou uma fiança de R$ 12 mil e dois anos depois foi condenado a cumprir serviços comunitários.

Publicidade

Leia também:

MQJ Memória: Ézio, porque super-herói é pra isso
MQJ Memória: Assis, o carrasco do Flamengo

CARLOS ALBERTO

Publicidade

O ex-jogador, com passagem por grandes clubes e inclusive Seleção Brasileira, foi acusado de agressão por sua ex-esposa, Carolina Bernardes. Logo após o ataque de fúria do jogador, a mulher se queixou de fratura de costelas e ainda teve o carro quebrado. Carolina exigiu uma medida protetiva para que o jogador ficasse a, no mínimo, 100 metros de distância.

JOBSON

Jóbson não passou de uma grande promessa no Botafogo (Foto: divulgação)

Embora tido como craque por muitos, a revelação do Botafogo tem a carreira marcada por polêmicas. No caso, envolvendo mulher, Jobson foi preso em 2013, ao agredir  Thayane Bárbara logo após uma discussão.

MARCELINHO PARAÍBA

Marcelinho Paraíba - Reprodução

Publicidade

Tem um currículo invejável mas, na mesma medida, muita confusão. Marcelinho Paraíba foi acusado de violência doméstica em em 2012, depois que sua ex-mulher lhe cobrou pensão alimentícia atrasada. O jogador a agrediu, Marcelinho foi preso, prestou depoimento e foi liberado ao pagar fiança de R$ 12 mil.

CUCA E A MANCHA NO PASSADO

Cuca engrossa a lista de técnicos degolados no Brasileirão Foto: Divulgação Palmeiras)

Em 1987, em uma viagem do time do Grêmio à Suiça, Cuca teria tido a ajuda de três amigos para violentar uma adolescente de apenas 14 anos. Ele ainda era jogador à época. O quarteto ficou detido menos de um mês na Suíça, embora tivesse sido liberado posteriormente.

Leia também:

Publicidade

MQJ Memória: Zé Carlos, o Grandão do gol do Flamengo
MQJ Memória: Campeão mundial pelo Flamengo, Figueiredo morreu no auge da carreira 

VAMPETA

Vampeta - Divulgação

Em 2004 ele foi acusado por Roberta Soares, mãe de seus filhos, de agressão logo após uma discussão. Embora Roberta tenha procurado a polícia e mostrado as lesões, nada aconteceu com o agora ex-jogador.

CRISTIANO RONALDO 99% LEGAL

Cristiano Ronaldo em ação pelo Manchester United (Foto: Getty)

Ele era uma estrela em ascensão em 2009, quando trocou o Manchester United pelo Real Madrid. Empolgado, foi com amigos para a cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos. Mas a festança terminou em uma denúncia de estupro contra o jogador português. Cristiano Ronaldo encerrou o problema pagando 375 mil dólares – cerca de R$ 2 milhões atualizados – a Kathryn Mayorga, uma professora que ele conheceu no dia do estupro. Ela disse ter repetido por várias vezes as palavras “não” e “para”. De acordo com a moça, no entanto, o atacante só parou quando terminou o sexo anal forçado. Neste momento, de joelhos, ele procurou se justificar a ela: “Sou um cara 99% legal. Exceto por 1%”.

CAZARES

Em setembro de 2019 duas mulheres acusaram o meia equatoriano do Atlético-MG de agressão, além de extravio dos pertences delas… roubo!?!. Ainda afirmaram que o jogador teria oferecido a quantia de R$ 10 mil para que esse fato não viesse à tona. O jogador nega todas as acusações. Mas aparece na lista dos jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher.

Maradona

A ex-noiva do craque argentino, Rocio Oliva, o acusou com vídeo. As imagens mostram Maradona embriagado e irritado, sentado no sofá. Depois, o craque se levanta e caminha até a mulher, quando a acerta com dois socos. Assim ele respondeu a processo. Ele fecha a lista dos jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher.

Leia também:

MQJ Memória: Polêmica no Carioca faz o futebol relembrar Eduardo Viana, o Caixa D´água
MQJ Memória: Vivinho, o gol de placa de São Januário
Nomes de animais, MQJ Memória relembra craques bichos
MQJ Memória: Carlinhos Violino, o interino acostumado a dar voltas olímpicas
MQJ Memória: Cláudio Coutinho montou o inesquecível Flamengo