Publicidade

Olympique está apurando internamente o que levou Evra a agredir torcedor (Foto: Reprodução Twitter) Olympique está apurando internamente o que levou Evra a agredir torcedor (Foto: Reprodução Twitter)

A agressão do lateral esquerdo Patrice Evra, na última quinta-feira (02/11), resultou no primeiro caso de expulsão na Liga Europa antes de uma partida começar. No entanto, agressões e brigas entre torcida e jogadores são mais comuns do que parece. Separamos aqui alguns casos que movimentaram a imprensa anteriormente. Relembre.

Leia:
Olympique abre investigação sobre agressão de Evra a torcedor

Capa do Jornal dos Sports na época da confusão entre Romário e torcedor do Fluminense (Reprodução) Capa do Jornal dos Sports na época da confusão entre Romário e torcedor do Fluminense (Reprodução)

Publicidade

Romário (Fluminense – 2003)
Um torcedor se deu ao trabalho de ir às Laranjeiras para arremessar uma galinha no gramado, durante o treino. Após a atividade, o Baixinho foi ao vestiário e trocou de roupa. Depois, com ajuda de seu fiel escudeiro Zé Colmeia, voltou e partiu para cima do torcedor. Um dia depois marcaria o gol da vitória do Fluminense sobre o Corinthians, pelo Brasileirão.

Confusão no aeroporto após o jogo do Palmeiras contra o Tigre, em Buenos Aires (Foto: Reprodução) Confusão no aeroporto após o jogo do Palmeiras contra o Tigre, em Buenos Aires (Foto: Reprodução)

Valdívia (Palmeiras – 2013)
O Palmeiras enfrentava o Trigre, da Argentina. A torcida pegou no pé do chileno que, após ser chamado de “vagabundo”, fez gestos obscenos. Parte da organizada Mancha Verde foi ao aeroporto de Buenos Aires e houve pancadaria. Alguns jogadores saíram da confusão feridos.

Briga entre jogador e torcedor gerou onda de invasão no campo (Foto: Reprodução) Briga entre jogador e torcedor gerou onda de invasão no campo (Foto: Reprodução)

Eran Zahavi (Maccabi Tel Aviv – 2014)
Você não tem obrigação de saber, mas o clássico Hapoel x Maccabi é o maior de Israel. O jogo foi interrompido depois que o meia Eran Zahavi saiu no tapa com um torcedor que invadiu o campo. A expulsão do jogador gerou uma onda de invasão ao gramado e a suspensão da partida por falta de segurança. Tudo começou por que Zahavi, ex-jogador do Hapoel, fez gestos obscenos para a torcida depois de converter um pênalti.

Em Brasília o clima esquentou... e não foi no Planalto (Foto: Site Brasiliense) Em Brasília o clima esquentou… e não foi no Planalto (Foto: Site Brasiliense)

Publicidade

Gama x Brasiliense (março de 2017)
Tudo teria começado com uma cotovelada de Nunes em Dudu Gago, que virou uma discussão no gramado. Daí para uma confusão generalizada foi um pulo, pois a briga se estendeu ao banco de reservas e, em seguida, à arquibancada.

No primeiro plano a briga e, ao fundo, o paizão com o filho no colo (Reprodução TV) No primeiro plano a briga e, ao fundo, o paizão com o filho no colo (Reprodução TV)

Everton x Lyon, Liga Europa (outubro de 2017)
Um torcedor do Everton se aproveitou da confusão entre jogadores em campo, próximo à arquibancada, e agrediu atletas do time francês. O detalhe é que o fã estava com o filho no colo, mas não se intimidou.

Zagueiro André Luiz, do Botafogo, foi arrastado pela polícia para um trecho perigoso, repleto de torcedores do Náutico (Reprodução TV) Zagueiro André Luiz, do Botafogo, foi arrastado pela polícia para um trecho perigoso, repleto de torcedores do Náutico (Reprodução TV)

A verdadeira Batalha dos Aflitos

André Luiz (Náutico x Botafogo – 2008)
O zagueiro André chegou a ser preso por agressão, após expulsão no jogo Náutico x Botafogo, nos Aflitos. Ao deixar o campo, o jogador fez gestos obscenos para a torcida adversária, gerando o conflito. A polícia errou na abordagem ao jogador, que reagiu e foi parar numa área próxima à torcida do Náutico. Ficou perto de acontecer uma verdadeira batalha nos Aflitos.

Diguinho sai em disparada, fugindo de torcedores do Fluminense (Reprodução TV) Diguinho sai em disparada, fugindo de torcedores do Fluminense (Reprodução TV)

Publicidade

Diguinho (Fluminense – 2009)
Torcedores invadiram o gramado onde os jogadores estavam treinando nas Laranjeiras e agrediram o volante depois de supostas idas a festas noturnas do jogador. O caso, na época, rendeu vetos da diretoria aos presentes. Diguinho levou um soco no queixo e teve que sair em disparada para o vestiário para evitar o pior.

Leia também
Grêmio a um passo de escrever história imortal na Libertadores
Renato Gaúcho alcança feito e entra em lista seleta da Libertadores
Confira Raio-X do Lanús, adversário do Grêmio na final da Libertadores
Quanto cada clube brasileiro deixou de ganhar na Libertadores
PSG potência mundial: o projeto Neymar
Dois pênaltis perdido no mesmo jogo? Diego Souza repete ‘feito’ de outros famosos