Publicidade

Mergulhado em crise – o novo capítulo foi a eliminação para o Leganés, pela Copa do Rei -, o Real Madrid pode incendiar o próximo mercado de transferência e fazer uma revolução. Para isso, tem em caixa cerca de 300 milhões de euros (mais de R$ 1 bilhão) para investir, de acordo com o jornal “Marca”, da Espanha.

Florentino Pérez em Dubai, durante o Mundial de Clubes do ano passado (Divulgação) Florentino Pérez (direita) pode ir com tudo no mercado (Divulgação)

A publicação explica como o Real Madrid pode se dar o luxo de ter esta grana para contratar reforços. Um dos motivos é justamento o fato de o clube ter sido “econômico” nas últimas janelas. De 2014, quando contratou James Rodríguez por 80 milhões de euros, para cá, o Real não fez outro investimento deste porte.

Leia também

Publicidade

Com a corda no pescoço no Real Madrid, Zidane é acusado de nepotismo
Neymar está insatisfeito com ‘defensivo e violento’ Campeonato Francês
Flamengo mantém 100%, é tetra e entra no ‘pódio geral’ da Copinha
Abel Braga tenta repetir fórmula que já deu certo no Fluminense
Trio do PSG deixa no chinelo o tridente do Real Madrid: duelo vem aí

Além disso, a arrecadação do clube tem sido cada vez maior – a receita na última temporada foi de R$ 2,5 bilhões. O marketing é peça-chave na bonança financeira, com um acordo na casa de 200 milhões de euros por quatro anos com uma empresa norte-americana.

O Real Madrid também pode reforçar o caixa com venda de jogadores. Nos últimos anos, vendeu nomes como Morata (Chelsea), Di María (Manchester United), Özil (Arsenal) e Higuaín (Napoli). A diretoria estima que pode conseguir cerca de 100 milhões de euros em negociações.

Real Madrid no mercado

Publicidade

Em crise, uma das estratégias do Real para a próxima temporada pode ser a de sacudir o elenco. O clube pode voltar a ser aquele de contratações de impacto. Nomes como de Neymar, Harry Kane, Salah e Icardi têm sido ventilados pela imprensa europeia.

O clube precisa também definir a situação de Cristiano Ronaldo, insatisfeito com o presidente Florentino Pérez. O craque português deseja um aumento salarial. O Real pensa em se desfazer de CR7, até como moeda de troca para uma eventual investida em Neymar, também apontou a imprensa europeia.