Publicidade

Em 2011, o Brasil ganhou o Sul-Americano Sub-20 e também o Mundial da categoria. A década começou com aquela geração no alto do pódio. Bem, muitos daqueles jovens se transformaram em craques. Neymar é o melhor exemplo, seguido por Casemiro, Oscar, Lucas Moura e Philippe Coutinho. Porém, uma turma não vingou como se imaginava. E como estão hoje, no fim da década?

LEIA MAIS! A estratégia do Real Madrid para tirar Mbappé do PSG. Confira!

Além dos brasileiros que disputaram e venceram ou Sul-Americano Sub-20 ou Mundial Sub-20, o Mais Que Um Jogo também reuniu nomes do futebol mundial que despontavam como craques em 2011.

Promessas de craque em 2011

Gabriel Vasconcellos

Publicidade

Goleiro titular daquela geração e revelado pelo Cruzeiro, Gabriel foi para o Milan, mas não conseguiu se consolidar por lá. Passou a ser emprestado, para Carpi, Napoli, Cagliari e Empoli. Está no Lecce, na Segunda Divisão da Itália.

Gabriel Gabriel surgiu muito bem | Foto: Lecce / Divulgação

Bruno Uvini

Titular da Seleção sub-20, Bruno Uvini deu os primeiros passos no profissional com a camisa do São Paulo. Cercado de expectativa, foi emprestado ao Tottenham em 2012. Também passou por Napoli e Siena. Está sem clube desde que deixou o Al Ittihad, da Arábia Saudita.

Bruno Uvini Bruno Uvini se projetou pelo São Paulo | Foto: São Paulo / Divulgação

Rafael Galhardo

Revelado pelo Flamengo, o lateral-direito passou por Santos, Bahia, Grêmio, Anderlecht, da Bélgica, Athletico-PR, Cruzeiro e Vasco. Aos 29 anos, está sem clube.

Rafael Galhardo na época de Grêmio | Foto:  Divulgação / Grêmio

Diego Maurício

Publicidade

Cria do Flamengo, disputou apenas o Sul-Americano Sub-20. Apelidado de Drogbinha, não vingou. De 2011 para cá, além de defender Sport, Bragantino, e CSA no país, passou pelo futebol da Rússia, de Portugal, Arábia Saudita, China, Coreia do Sul e Índia, onde está atualmente defendendo o Odisha.

Drogbinha não deixou muita saudade no Flamengo | Foto: Divulgação FlaImagem

Negueba

Presente na conquista do Mundial Sub-20, Negueba está desde 2018 no futebol sul-coreano, no Gyeongnam. Revelado pelo Flamengo, passou por São Paulo, Coritiba, Grêmio, Atlético-GO, Ponte Preta e Londrina.

‘Alegria nas pernas’: Negueba jogou ao lado de Ronaldinho Gaúcho | Foto: Divulgação

Henrique Almeida

Em 2011, o atacante era cercado de expectativa e candidato a homem-gol. Henrique ganhou projeção pelo São Paulo, mas não vingou como se imaginava. Passou por Vitória, Granada, da Espanha, Sport, Botafogo, Bahia, Coritiba, Grêmio, Giresunspor, da Turquia, Belenenses, de Portugal, Chapecoense e Goiás, clube atual.

Henrique Almeida na época de Botafogo | Foto: CBF

Götze

Publicidade

O meia-atacante alemão era uma das principais promessas do futebol mundial em 2011, pelo Borussia Dortmund. Ele escreveu o nome na história na Copa do Mundo de 2014 – fez o gol do título da Alemanha -, mas não atingiu todas expectativas e viveu um certo ostracismo na Bundesliga. Götze está no PSV, da Holanda.

Götze Alemanha PSV Götze foi para o PSG nesta temporada | Foto: PSV / Divulgação

Bojan Krkic

Figurava nas listas das maiores promessas do futebol na época. Cria do Barcelona, a expectativa era grande. Bojan Krkic, aos poucos, foi perdendo o brilho. Passou pela Roma, Milan, Ajax, Stoke City, Mainz, Alavés e está no Impact Montreal, do Canadá, que disputa a MLS.

Bojan Krkic Bojan Krkic surgiu bem no Barcelona | Foto: Miguel Ruiz / Barcelona/ Divulgação

Bakambu

Formou o ataque da França com Griezmann no Mundial Sub-20. Cria do Sochaux, defendeu também o Bursaspor, da Turquia, Villarreal e está no Beijing Guoan, da China, desde 2018.

Bakambu está no futebol chinês | Foto: Divulgação

Coquelin

Publicidade

Também era um dos destaques da seleção francesa no Mundial Sub-20 e cercado de expectativa no Arsenal, pelo qual teve altos e baixos. Passou pelo Freiburg, da Alemanha, Charlton e o Valencia. Atualmente, está no Villarreal.

Coquelin Coquelin agora defende o Villarreal | Foto: Divulgação

Sorensen

O zagueiro dinamarquês despontava pela Juventus, mas não ficou lá muito tempo. Foi para o Bologna e depois para o Verona. Está no Colônia, da Alemanha.

Sorensen Juventus espera muito de Sorensen | Foto: Colônia / Divulgação

Jack Wilshere

O meia também figurava em listas da época como uma das principais promessas da bola. Depois de altos e baixos pelo Arsenal, Wilshere foi para o West Ham na temporada 2018/2019 e deixou o clube nesta temporada. Aos 28 anos, está sem time.

Ex-Arsenal, Wilshere está sem clube | Foto: Arsenal / Divulgação

Josh McEachran

Publicidade

Da categoria de base do Chelsea, Josh McEachran também era apontado como um futuro craque. O meia foi emprestado algumas vezes (Swansea, Middlesbrough, Watford e Vitesse, da Holanda), até o vínculo com Chelsea terminar. Defendeu o Brentford e está na segunda temporada pelo Birmingham.

Josh McEachran Josh McEachran era um dos principais talentos da Inglaterra em 2011 | Foto: Birmingham / Divulgação

Álvaro Vázquez

Mostrou faro de gols pela Espanha no Mundial Sub-20 de 2011. Revelado pelo Espanyol, passou pelo Getafe, Swansea, Nàstic, Zaragoza e está na segunda temporada no Sporting Gijón.

Álvaro Vázquez Álvaro Vázquez se destacou no Mundial Sub-20 de 2011 | Foto: Sporting Gijón / Divulgação

Dani Pacheco

O meia se destacou na Eurocopa Sub-20, em 2010, e disputou o Mundial Sub-20 no ano seguinte. Dani Pacheco trocou a categoria de base do Barcelona pela do Liverpool. Também defendeu o Norwich, Rayo Vallecano, Huesca, Alcorcón, Betis, Alavés, Getafe e Malága. Atualmente, aos 29 anos, está sem clube.

Dani Pacheco Dani Pacheco não rendeu o que se esperava | Foto: Liverpool / Divulgação