Publicidade

O tema é assunto proibido no Paris Saint-Germain. Mas a imprensa da Europa, principalmente da Espanha, quer saber como o PSG vai ter em seu elenco três craques com salários milionários sem ferir o Fair Play financeiro da Uefa. O clube francês conta com o argentino Lionel Messi, com o brasileiro Neymar e com o francês Mbappé.

Messi não pode renovar com o Barcelona porque o clube espanhol ia ferir o Fair Play financeiro. Este nada mais é uma regra que determina um limite de gastos do clube com salários, que não ultrapasse um percentual daquilo que arrecadou com patrocínio e venda de jogadores.

Nasser Al-Khelaifi e Neymar PSG Nasser Al-Khelaifi tem bom relacionamento com craques (Foto: PSG / Divulgação)

A França não tem regras de Fair Play, o que facilitou o PSG e prejudicou o Barcelona, onde a questão é levada muito a sério. Mas a Uefa analisa as contas do clube ao fim da temporada, o que representa um risco para oo PSG.

Publicidade

MAIS! Os memes da ida de Messi para o PSG

Mas internamente o PSG já tem os planos para evitar punições. Segundo a imprensa espanhola a mesma não é novidade. Inflar e criar contratos de patrocínios. Nasser Al-Khelaifi, dono do PSG, é um bilionário que possui várias empresas no Catar. Assim várias delas patrocinam o PSG.

Relacionadas

Agüero Barcelona
Benfica Champions League
Dusan Vlahovic

O assunto é polêmico há alguns anos e revolta parte dos clubes europeus. Mas normalmente a Uefa fica de mãos atadas pois não tem como investigar os contratos. Entretanto a engenharia financeira dessa vez vai dar trabalho aos franceses.

Comentários