Publicidade

Paris Saint-Germain

Adversário do Real Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões, nos dias 14 de fevereiro e 6 de março, o Paris Saint-Germain tem sido acompanhado de perto pela imprensa espanhola. Líder do Campeonato Francês com 18 vitórias e apenas duas derrotas em 22 rodadas e invicto na fase de grupos da competição continental, o time de Neymar realiza uma temporada quase perfeita até aqui. A derrota de virada para o Lyon, por 2 a 1, neste domingo, no entanto, levantaram algumas questões sobre o PSG.

O jornal espanhol “Marca” aproveitou a oportunidade para levantar supostos pontos fracos do time francês a serem explorados pelo Real Madrid na Liga dos Campeões.

1 – Goleiro pouco confiável

Publicidade

De acordo com o Marca, Alphonse Areola é um bom goleiro, mas não oferece segurança suficiente para um time que tem como objetivo o título da Liga. Ele é apenas o 12º goleiro do Campeonato Francês com melhor porcentagem de defesas (68%). Realizou 34 defesas e sofreu 16 gols.

2 – Perigo nas jogadas de bola parada

O PSG é o time que mais sofre gols em jogadas de bola parada no Campeonato Francês. Dez dos 17 gols que levou foram em lances desse tipo: cinco em cobranças de escanteio, dois de falta, dois de pênalti e um após a cobrança de uma falta. E no ataque, esse também não é um ponto forte do time francês: apenas 12 dos 68 gols marcados tiveram origem em jogadas de bola parada. Foram cinco gols de pênalti, três de falta, dois após cobrança de falta e um em tiro de escanteio.

3 – “Neymardependência”

O trio “MCN” é um sucesso. Cavani (26), Neymar (24) e Mbappé (15) marcaram nada menos que 65 dos 107 gols do Paris Saint-Germain na temporada. A eficiência do atacante brasileiro, então, chama a atenção: foram 24 gols em 23 jogos, além de 16 assistências. E o time parece sentir falta da presença do craque. Das quatro partidas em que não conquistou a vitória, o PSG jogou desfalcado de Neymar em duas. Os tropeços aconteceram contra o Montpellier (0 a 0) e o Lyon (2 a 1).

4 – Falta de um substituto para Motta

Publicidade

O hispano brasileiro Motta é o destaque do time francês no meio-campo, e a expectativa é que ele esteja recuperado de lesão nos jogos contra o Real Madrid. Diante da falta de Motta nos últimos jogos, o técnico Unai Emery já experimentou Verratti e Lo Celso, mas os dois mostraram dificuldade na posição. A solução pode ser a contratação de Diarra, que deve chegar no Parque dos Príncipes nos próximos dias.

5 – Problemas extracampo no Paris Saint-Germain

Os constantes escândalos em torno do PSG prejudicam a criação de um bom ambiente no time. A disputa em Neymar e Cavani nas cobranças de pênaltis, a suposta insatisfação do brasileiro nas sessões de vídeo, o atraso de Cavani e Pastore na reapresentação após as festas de fim de ano, o desentendimento entra Thiago silva e Pastore pelo atraso. Ou seja, muito barulho em uma equipe que faz uma ótima temporada dentro de campo.

6 – Desequilíbrio entre os setores

O trio “MCN” traz muitas alegrias ao PSG, mas também cobra seu preço. Um bom trio de ataque, como Benzema, Bale e Cristiano Ronaldo no Real Madrid e Suárez, Messi e Neymar, no Barcelona, pode acarretar um desequilíbrio defensivo difícil de compensar. Os três atacantes são liberados de suas tarefas defensivas e obrigam os outros sete jogadores do time a se multiplicar lá atrás.

Publicidade

Leia também

Imprensa festeja Júnior Dutra, mas Carille defende Kazim
Por que o futuro de Neymar está longe do Real Madrid
Suárez e Messi somam mais gols que 15 times do Espanhol
Com média melhor que Messi, Suárez entra em lista especial do Barcelona
Por que o futuro de Neymar está longe do Real Madrid
Manchester United fecha as portas para Cristiano Ronaldo
Trio do PSG deixa no chinelo o tridente do Real Madrid: duelo vem aí