Publicidade

Esta semana Park Ji-Sung, ex-meia do Manchester United, pediu publicamente para que a torcida do clube da Inglaterra parasse de cantar uma música feita em sua homenagem. Isso porque a letra faz uma referência ao fato de que na Coréia do Sul se tinha o hábito de comer carne de cachorro. Mas o assunto foi alvo de grande espanto na conquista do pentacampeonato mundial pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2002.

Em 2002 a Coréia do Sul dividiu com o Japão o direito de sediar a Copa do Mundo. Naquela ocasião emissoras de televisão de todo o mundo fizeram conteúdos mostrando que era hábito na Coréia do Sul o consumo de carne de cachorro.

Park Ji-Sung em ação pelo Manchester United (Foto: Getty)

A repercussão não foi nada positiva. Inclusive alguns craques que disputaram o torneio chegaram a se manifestar publicamente contra o consumo da carne. Não há registro de nenhuma seleção que tenha feito uso do prato.

Publicidade

A repercussão negativa fez com que a prática de se comer carne de cachorro na Coréia do Sul começasse a ser banida e proibida. As atuais gerações sequer têm contato com este tipo de prática,

MAIS! Sassá demitido… craques que se perderam pelo extra-campo

O assunto porém voltou à tona esta semana quando Park Ji-Sung pediu que a torcida do Manchester United não cantasse a música. Apesar de ter se aposentado em 2014, ele continuava sendo reverenciado pelos torcedores em algumas partidas.

Relacionadas

João Paulo se destacou no Botafogo, mas o que ele tem feito na MLS, nos Estados Unidos é de levar à loucura - Foto: Foto: Steph Chambers/Getty Images

No duelo contra o Wolverhampton, torcedores do Manchester United cantaram a música por conta do atleta Hwang Hee-Chan, reforço do time adversário. Park disse que gostou da homenagem feita há dez anos, mas que naquela ocasião era jovem e não sabia o que aquilo representava.

Publicidade

– Ao saber do que aconteceu no jogo com o Wolverhampton, senti necessidade de fazer alguma coisa. As coisas na Coréia mudaram muito. É verdade que, historicamente, as pessoas comiam carne de cão. Mas hoje em dia as gerações mais novas odeiam isso. A cultura está a mudar. Lamento que o Hwang Hee-Chan tenha ouvido isso. Sei que os adeptos do United não queriam ofendê-lo com essa música, mas sinto que devo pedir-lhes que parem de referir a carne de cão, algo que atualmente é um insulto racial para o povo coreano – disse ele.

Comentários