Publicidade

A temporada 2020 do zagueiro Eder Militão começa neste sábado (28), pode-se dizer. Depois de um primeiro ano em que não conquistou o coração dos torcedores do Real Madrid, além da confiança de Zidane, não há outro caminho. Tanto que o técnico convocou o brasileiro para o jogo contra o Alavés, pelo Campeonato Espanho.

Embora relacionado, Militão ainda precisa mostrar serviço. Ele só entrou na lista de Zidane em razão do volume alto de desfalques no time, seja por lesão ou pelo coronavírus. No entanto, sempre há uma chance de recomeçar.

Não foi a bola que atrapalhou Eder Militão no Real Madrid Não foi a bola que atrapalhou Eder Militão no Real Madrid – Foto: OSCAR DEL POZO/AFP via Getty Images)

Zidane conta hoje com cinco jogadores de defesa, sendo dois deles laterais esquerdos – Mendy e Marcelo. Assim, tudo indica que o técnico deve mesmo usar o brasileiro na partida, salvo alguma invenção de última hora.

Publicidade

Mas as raras aparições de Militão são muito mais por questões físicas do que técnica. O zagueiro sofreu lesão muscular que a princípio não parecia grande coisa, mas que o afastou quase um mês e meio de campo. A estreia aconteceu em meados de outubro, no entanto, coincidiu com a pior atuação defensiva do time até agora. Foi no jogo contra o Cádiz, o qual o Real perdeu por 1 a 0, no entanto, poderia ter perdido por placar mais amplo.

Mas ainda assim Zidane manteve Militão no time contra o Shakhtar, pela Champions League. Pior ainda: O Real Madrid sofreu três gols em menos de 45 minutos, em seu estádio. Assim, Militão virou reserva, mas chegou a enfrentar o Huesca. Essa foi, enfim, a primeira vitória da temporada com o brasileiro em campo.

Leia mais

A emocionante homenagem a Maradona da seleção de rugby da Nova Zelândia antes do Haka

Publicidade

Plano do Manchester City para Messi é para o resto da vida