Publicidade

Oscar, Hulk e Elkeson: brasileiros adaptados à Liga Chinesa Oscar, Hulk e Elkeson: brasileiros adaptados à Liga Chinesa

O argentino Carlito Tevez recebeu quase que imediatamente uma resposta do seu atual clube, o Shanghai Shenhua, após criticar o nível do futebol chinês. Ma Yue, espécie de porta-voz do clube, rebateu: “Tevez deveria ter compreendido que não pode ser titular unicamente por sua fama”.

Vale ressaltar que Carlito é o jogador mais bem pago do mundo, recebendo cerca de R$ 140 milhões por ano em salários. A questão é que o argentino está barrado, o que parece tê-lo irritado bastante.

Publicidade

A situação de Tevez ganhou as manchetes nesta segunda-feira, não à toa. O futebol chinês é recordista em transações de jogadores. Para a temporada 2017, foram contratados 173 atletas, gerando investimento de aproximadamente R$ 1,2 bilhão. E por se tratar de futebol, não poderia faltar brasileiros nessa ampla lista de contatações.

Carlito Tevez, barrado, criticou o nível do futebol chinês Carlito Tevez, barrado, criticou o nível do futebol chinês

Para a atual temporada, a Liga Chinesa contratou, entre outros, o próprio Tevez, o nigeriano Obi Mikel e os brasileiros Oscar, Alexandre Pato, Hernanes e Marinho. Apesar dessa explosão, o recorde de brasileiros por lá ocorreu em 2015. Eram 31 jogadores, caindo para 28 em 2016 e virando com 24 no início da temporada 2017.

Confira abaixo o histórico com número de brasileiros na Liga Chinesa nos últimos 10 anos.

Publicidade

2007 (17)
2008 (26)
2009 (23)
2010 (24)
2011 (28)
2012 (29)
2013 (27)
2014 (27)
2015 (31)
2016 (28)
2017 (24)

Leia mais
O que realmente importa na polêmica do gol de mão de Jô
Paolo Guerrero e o desafio de fazer história no Flamengo
Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo brigam por prêmio da Fifa
Espanhóis não dão descanso a Neymar
> Os memes da bola deste fim de semana

Um último detalhe: de acordo com a legislação esportiva da China, uma equipe pode usar no máximo quatro jogadores estrangeiros como titular por jogo. Esta regra serve para promover a melhora na qualidade dos jogadores nativos e se adequar com regras parecidas em outras ligas asiáticas.