Publicidade

A demissão de Ronald Koeman do comando técnico do Barcelona caiu como um Rayo no Camp Nou. Como um Rayo, porque foi a derrota por 1 a 0 para o (Rayo) Vallecano que serviu de estopim para a queda do treinador. Vale lembrar que o Barcelona sofreu sua segunda derrota seguida, após uma pequena série de resultados positivos. No entanto, a derrota mais recente, antes desta quarta-feira, foi diante do eterno rival, Real Madrid, no último domingo (24).

Koeman Barcelona Chega ao fim passagem melancólica de Koeman como técnico do Barcelona | Foto: Imago Images

Leia também

Manchester United dividido entre dois nomes para substituir Solskjaer

Liverpool procura o Dortmund e sabe preço para contratar jovem craque

Publicidade

Solskjaer ganha apoio de ídolo e tem série decisiva no Manchester United

Entretanto, vale destacar que Ronald Koeman já estava na corda bamba há algum tempo. Assim, não chega a ser uma bomba caindo na Catalunha. Mas, de acordo com o site ‘Fichajes.net’, a diretoria do Barcelona estava apenas mantendo o técnico de molho, pois já havia data para decretar sua saída.

Além da péssima campanha na LaLiga, o Barcelona vive situação complicada no Grupo E da Champions League, ocupando a 3ª colocação, atrás de Bayern de Munique e Benfica.

Relacionadas

Raphinha foi o grande destaque da noite, na goleada sobre o Uruguai - Foto: Buda Mendes/Getty Images

Publicidade

Assim, a passagem do técnico Koeman, ex-jogador do Barcelona, chega ao fim de forma melancólica. Sua passagem durou pouco mais de um ano, tendo conquistado o título da Copa do Rei na temporada passada. Além disso, foram 67 jogos, com 40 vitórias, 11 empates e 16 derrotas. Na temporada 2021/22, são cinco vitórias, três empates e cinco derrotas.

O Barcelona não anunciou substituto, mas os nomes mais especulados até o momento são os de Xavi Hernández, ex-meia do clube, Roberto Martínez, técnico da Bélgica, e Erik Ten Hag, treinador do Ajax.

Comentários