Publicidade

O Paris Saint-Germain fez o dever de casa ao vencer o Reims, fora de casa, por 2 a 0. Mas, não foi fácil, pois havia duas situações em campo, resolvidas sem problema, no entanto. A primeira delas, a esperada estreia de Lionel Messi no PSG. No segundo caso, a expectativa pela performance de Mbappé, cujo destino deve ser mesmo o Real Madrid, como dizem, ‘mais cedo ou mais tarde’.

A estreia de Lionel Messi foi cautelosa, sem grandes riscos para o jogador em início de temporada - Foto: Imago A estreia de Lionel Messi foi cautelosa, sem grandes riscos para o jogador em início de temporada – Foto: Imago

Pois eis que justamente Mbappé foi o destaque da partida, marcando os dois gols da vitória parisiense, formando o ataque ao lado de Neymar. No primeiro gol, Di María dominou pela direita e fez o cruzamento preciso para encontrar o camisa 7, que tocou de cabeça, superando Rajkovic. Já aos 17 minutos da etapa final, em contra-ataque Hakimi disparou após lançamento de Gueye. Ele cruzou certinho para Mbappé ampliar o placar. Missão cumprida.

Leia também

Cristiano Ronaldo no United é recorde em curtidas e rende mais uns milhões na conta

Publicidade

Mbappé conta com ajuda de um velho conhecido em sua mudança para o Real Madrid

Mbappé abraçado pelos companheiros de PSG após deixar sua marca - Foto: Imago Mbappé abraçado pelos companheiros de PSG após deixar sua marca – Foto: Imago

Lionel Messi

A tão esperada estreia de Messi aconteceu aos 20 minutos do segundo tempo. O argentino entrou no lugar de Neymar, ou seja, não foi desta vez que o torcedor viu o trio completo, com Mbappé, em campo. A partida, no entanto, estava praticamente resolvida. Visivelmente, Messi não pisou no acelerador, se poupando em busca do melhor ritmo, que virá aos poucos.

Relacionadas

Memphis Depay, à direita, vem mostrando personalidade, ocupando posição de líder no novo Barcelona - Foto: Imago
Balotelli perde a cabeça e agride jogador, mas do próprio time - Foto: Reprodução

Assim, pode-se dizer que foi uma ‘estreia simbólica’ de Lionel Messi. A destacar, os aplausos da torcida, as atenções das câmeras e a atitude dos jogadores do Reims. Praticamente todos foram cumprimentar o argentino, logo após o apito final. O melhor ainda não começou.

Comentários