Publicidade

O Barcelona anunciou, nesta terça-feira, a rescisão de contrato de Matheus Fernandes, que ia até 2025. O volante se despede do clube espanhol com apenas 17 minutos em campo e entra para uma lista nada agradável: a de brasileiros que não emplacaram no Barça.

Matheus Fernandes foi contratado pelo Barcelona em 2020, junto ao Palmeiras, por 7 milhões de euros (R$ 32,8 milhões, na cotação da época). Ele foi emprestado ao Valladolid, clube de Ronaldo Fenômeno.

Matheus Fernandes Barcelona Matheus Fernandes deixa o Barcelona | Foto: Barcelona / Divulgação

O volante se juntou ao elenco do Barcelona na última temporada, mas nem sequer foi apresentado oficialmente. Chance em campo? Apenas uma e por poucos minutos. Matheus Fernandes entrou no segundo tempo no duelo com Dinamo Kiev, pela Champions League, e atuou por 17 minutos.

Publicidade

Matheus Fernandes, então, é mais um brasileiro que não rendeu o esperado no Barcelona, algo que até tem se tornado frequente, inclusive. Philippe Coutinho faz “parte” deste time.

Philippe Coutinho, Barcelona Philippe Coutinho no jogo em que se lesionou | Foto: PAU BARRENA/AFP via Getty Images

Em recuperação de cirurgia no joelho esquerdo, Coutinho ainda não conseguiu brilhar pelo Barcelona como se imaginava. Isso sem falar que é o atleta mais caro da história do clube.

Brasileiros têm encontrado dificuldade no Barcelona

Recentemente, Arthur e Malcom não deixaram saudade. O lateral-direito Douglas sofreu com brincadeiras da torcida e pouco entrou em campo.

Publicidade

O zagueiro Henrique e o atacante Keirrison tiveram um caminho parecido. Do Coritiba, eles se destacaram pelo Palmeiras e foram para o Barça. Chances na Espanha? Nada. Foram emprestado até o fim do vínculo.

Keirrison fracassou no Barcelona (Foto: Divulgação)

No começo dos anos 2000, o Barcelona buscou Geovanni no Cruzeiro. Cercado de expectativa, ele pouco rendeu e se despediu sem brilho.

Galeria de Fotos

Um dos grandes centroavantes do futebol brasileiro, Roberto Dinamite não brilhou como se esperava no Barcelona, em 1979, e logo retornou ao Vasco.

Comentários