Publicidade

O Barcelona buscou reforços até agora para a defesa, seja na zaga ou nas laterais, por exemplo, com Eric Garcia e Emerson. Mas, buscou também um atacante – o veterano Kun Aguero. Agora, conta os minutos para a chegada de outro homem de ataque, desta vez Depay. Assim, o elenco para a temporada 2021-2022 está tomando forma. No entanto, Ronald Koeman está especialmente preocupado com a composição do meio-campo.

Koeman tem suas exigência no meio-campo para reforçar o Barcelona (Foto: Imago)

A frustrada contratação de Wijnaldum obriga o clube a buscar no mercado de verão por um jogador com características semelhantes. E que não esteja na mira de clubes poderosos financeiramente, como aconteceu com o PSG e Wijnaldum.

MAIS: Com golaço do meio de campo, República Tcheca bate a Escócia

Publicidade

MAIS: Com quadro estável, Eriksen recebe visitas

O técnico holandês conta hoje com uma dezena de jogadores para o setor, entre os que vão continuar – Busquets, De Jong, Pedri, Riqui e Ilaix Moriba, em princípio -, os que procuram uma saída (Pjanic e Matheus e Coutinho) e quem retorna (Aleñá). Koeman, no entanto, gostaria de outra mistura de jogadores. Busquets é essencial, mas ele não pode trabalhar em plena capacidade como antes. Nesta última temporada, ele o protegeu com sucesso, variando o sistema de jogo. Mas não tem peça sobressalente, algo pendente há muito tempo.

Relacionadas

Dembélé
David Luiz
Eriksen Dinamarca

Gente sobrando

Além disso, Koeman não conta com Pjanic e quer tentar negociá-lo. O bósnio já disse que vai estar presente no dia 12 de julho, com o restante do elenco. Mas tem certeza de que não continuar.

Philippe Coutinho Barcelona Philippe Coutinho ainda não sabe se vai ficar nO clube | Foto: Twitter Barcelona / Divulgação

Publicidade

De Jong, por sua vez, ninguém contesta. Koeman o fez jogar pivô e por dentro. Tal como o Pedri, que passou a atuar no lado esquerdo com rendimento satisfatório. Riqui Puig terá continuidade por insistência da diretoria. O Barcelona ganhará ainda a presença Ilaix Moriba, outro meio de campo. Ele tem mais um ano de contrato e o clube quer renová-lo. Koeman abriu as portas para o jovem porque conquistou sua confiança. Mas há algumas dúvidas, como o papel que vão ter Sergi Roberto e Coutinho, caso não saiam. Há também Alex Collado, outra incógnita.

Koeman pediu um meio-campista poderoso, com chegada na área. Com boa técnica para conseguir garantir uma saída limpa com a bola, seja combinando ou com uma boa condução para quebrar as linhas adversárias. É preciso garantir, além disso, um bom físico para poder cortar o jogo rival, participar da pressão avançada e ir com garantias de sucesso seja por baixo ou no jogo aéreo. Quer pouco o Koeman?

Comentários