Publicidade

Ronald Koeman é o centro das atenções do Barcelona. O técnico holandês está pressionado e balança no cargo. Além disso, ele coleciona algumas polêmicas à frente do clube. De personalidade forte, ele não hesita até em bater de frente com presidente do clube.

Recentemente, Koeman trocou algumas farpas com Joan Laporta. Ele não gostou do vazamento de informações sobre renovação de contrato e exigências do dirigente. A resposta foi contundente: “Sou quem tem de decidir quem joga.” Posteriormente, o técnico voltou a criticar Laporta: “Ele falou demais”.

Galeria de Fotos

E também teve treta entre Koeman e Pjanic, volante emprestado pelo Barcelona ao Besiktas. O jogador disparou contra o técnico e apontou falta de respeito do comandante com quem não atuava com frequência. O holandês não deixou sem resposta e alfinetou, dizendo que Pjanic não jogava com ele porque o elenco tinha atletas melhores.

Relacionadas

Cavani Manchester United
Mbappé e Neymar
Haaland Borussia Dortmund

Publicidade

A última polêmica de Koeman aconteceu com um comunicado. Em vez de responder a perguntas na coletiva, o técnico simplesmente leu um texto em que se defendia e apontava que o Barcelona vive um momento de reconstrução.

Koeman Barcelona Koeman balança no Barcelona | Foto: Imago Images

Koeman vai colecionando polêmicas e se segurando em um cenário em que não é nada confortável. Ele não é o primeiro técnico do Barcelona a se envolver em polêmica.

MAIS! Ibrahimovic deixa marra de lado e acusa o golpe por desfalcar o Milan

Polêmicas com técnicos do Barcelona

Valverde

Publicidade

A demissão de Ernesto Valverde, em 2020, foi marcada por polêmica. Então diretor do clube, o ex-jogador Eric Abidal deu declaração dizendo que a saída do técnico se deu em função de que jogadores estavam insatisfeitos com o comandante. Messi, então, foi até as redes sociais e cobrou Abidal, pedindo para dar nomes aos atletas que estariam descontentes.

Valverde Messi Barcelona Valverde alimentou possível atrito com Messi no Barcelona | Foto: Imago Images

O Barcelona até que conseguiu controlar a crise, mas não por muito tempo. Abidal deixou o clube meses depois do polêmico episódio. Já Valverde, recentemente, deixou no ar um possível atrito com Messi. Ao ser perguntado se teve problema com o craque argentino, o técnico respondeu que “essas coisas não se podem dizer, são parte do mistério.”

MAIS! Real Madrid busca solução e se movimenta por lateral-direito

Publicidade

Valverde comandou o Barcelona por duas temporadas e meia. Ele conquistou dois Campeonatos Espanhóis e liderava a La Liga da temporada em que foi demitido.

Quique Setién não durou muito no Barcelona

O Barcelona escolheu Setién para o lugar de Valverde. Não deu muito certo. Uma polêmica foi quando lançou Griezmann nos acréscimos no duelo contra o Atlético de Madrid. O episódio foi tratado como uma humilhação.

Setién Barcelona Setién foi o técnico que levou o 8 a 2 do Bayern | Foto: Imago Images

O ambiente do Barça com Setién não foi dos melhores. O time ainda deixou escapar o título da La Liga. Para piorar, foi eliminado da Champions League com aquele 8 a 2 do Bayern de Munique. O técnico não resistiu.

Publicidade

LEIA MAIS! No Barcelona, se não tem Haaland, vamos de Luiz Díaz

Depois, em entrevista, disse que não era fácil treinar Messi. E Setién entrou na Justiça contra o Barcelona para cobrar valores não pagos da demissão.

Eto’o x Rijkaard

Em 2007, Eto’o e Rijkaard se envolveram em polêmica. O técnico holandês declarou que o atacante se recusara a entrar em um jogo. O camaronês não aliviou o comandante e disse que teve uma “atitude de uma má pessoa”.

Eto'o Rijkaard Eto’o e Rijkaard se estranham no Barcelona | Foto: Imago Images

Publicidade

Rijkaard, então, foi se desgastando à frente do Barcelona. O ciclo dele à frente do clube terminou em 2008. Polêmica à parte, está na história do clube: ganhou uma Champions League e dois Campeonatos Espanhóis.

Van Gaal x Rivaldo no Barcelona

De personalidade forte, Van Gaal coleciona algumas polêmicas ao longo da carreira. Na época de Barcelona, de 1997 a 2000, o técnico holandês entrou em atrito com Rivaldo, então eleito melhor jogador do mundo.

Van Gaal Van Gaal entrou em rota de colisão com Rivaldo | Foto: Imago Images

O motivo da divergência foi tático. Van Gaal queria Rivaldo na esquerda, enquanto o meia gostaria de atuar centralizado, como 10. A relação deles entrou em crise. E também entrou para história como espécie de desafetos.

Comentários