Publicidade

Jürgen Klopp atingiu uma marca história na tarde de quarta-feira. No Estádio Giuseppe Meazza, em Milão, viu o seu Liverpool bater a Internazionale por 2 a 0 pela rodada de ida das oitavas de final da Champions League. Assim atingiu a marca de 50 triunfos no torneio continental. Além disso entrou na seleta galeria de técnicos com mais vitórias na Champions League.

A relação conta com nomes de grande nível. Alguns ainda em atividade e disputando o torneio. Casos de Pep Guardiola, do Manchester City, e Carlo Ancelotti, do Real Madrid. Além disso a lista tem lendas como Alex Ferguson.

Abaixo a lista de técnicos com mais vitórias na Champions League:

8 – Jürgen Klopp (50 vitórias)

Klopp Champions Foto: Imago Images

O treinador do Liverpool agora aparece na lista com 50 vitórias.

7 – Rafa Benítez (57 vitórias)

Rafa Benítez Everton Foto: PAUL ELLIS/AFP via Getty Images

Um dos menos badalados da lista, Rafa Benítez tem boas lembranças do torneio.

6 – Louis Van Gaal (57 vitórias)

Louis van Gaal (Foto: Divulgação Tottenham) Foto: Divulgação

A Holanda se faz representar por Van Gaal.

5 – José Mourinho (81 vitórias)

Mourinho Roma Foto: Paolo Bruno/Getty Images

O português, hoje na Roma, abre o top 5.

Relacionadas

4 – Arsène Wenger (88 vitórias)

Foto: Arsenal / Divulgação

Outra lenda e que fez história no Arsenal, Wenger aparece na relação.

3 – Pep Guardiola (91 vitórias)

Guardiola Manchester City Foto: Clive Rose/Getty Images

Também em atividade e atuando na Champions, Guardiola tem 91 vitórias.

2 – Carlo Ancelotti (94 vitórias)

Carlo Ancelotti, campeão pelo Real Madrid (Foto: Divulgação UEFA) (Foto: Uefa)

Lutando para levar o Real Madrid até as quartas de final, o italiano aparece em segundo na lista com 94 vitórias. É um dos técnicos com mais título: Ganhou três vezes.

1 – Alex Ferguson (107 triunfos)

Alex Ferguson Foto: OLI SCARFF/AFP via Getty Images

Ningiém ganhou mais do que a lenda Alex Ferguson. O treinador fez história no Manchester United. O escocês comandou os Diabos Vermelhos de 1986 a 2013.

Comentários