Publicidade

Cristiano Ronaldo levou a melhor no duelo com Lionel Messi, no clássico internacional entre Barcelona e Juventus, nesta terça-feira, no Camp Nou: 3 a 0. Aliás, foi o próprio Cristiano Ronaldo quem abriu o placar, cobrando pênalti. McKennie marcou o segundo, ambos no primeiro tempo. Cristiano Ronaldo, novamente em cobrança e pênalti, fez o terceiro. Com o resultado, a Juventus fechou o Grupo G da Champions League em primeiro lugar. Messi fez o que pôde, mas o Barcelona não é o mesmo.

Cristiano Ronaldo e Messi fizeram o sexto confronto em Champions League. Com jogo desta terça-feira, estão empatados Cristiano Ronaldo e Messi fizeram o sexto confronto em Champions League. Com jogo desta terça-feira, estão empatados – Foto: JOSEP LAGO/AFP via Getty Images

A Juventus tomou as iniciativas na partida, em ritmo acelerado. Mas valeu a pena, pois marcou dois gols em 20 minutos. Bastante participativo, Cristiano Ronaldo chamou o jogo e cravou um pênalti, aos 11 minutos. Ele mesmo cobrou e converteu, um minuto depois. Aos 21 minutos, o segundo gol da Juventus. Ramsey carregou a bola na lateral e encontrou McKennie, que encontrou Cuadrado, na na direita. O colombiano devolveu já na área para o próprio McKennie, que pegou de voleio, sem chance para Ter Stegen.

Só então o Barcelona entrou no jogo, equilibrando as ações. Porém, não foi suficiente para mudar o placar, mesmo com Messi criando algumas oportunidades, mas sem grande perigo. O Barcelona passou a ter mais posse de bola, colado na área da Juventus, no entanto, bem postada na defesa. Messi teve a chance de diminuir aos 35 minutos, após jogada com Alba, mas o chute vai quase no meio do gol. Buffon teve pouco trabalho no primeiro tempo.

Cristiano Ronaldo levou a melhor no desafio com Messi Cristiano Ronaldo levou a melhor no desafio com Messi – Foto: David Ramos/Getty Images)

Segundo tempo

Publicidade

A exemplo da etapa inicial, a Juventus começou com tudo o segundo tempo, mas foi Messi quem criou a primeira oportunidade. No entanto, não deu tempo para reagir, pois aos 5 minutos Langlet usou a mão, desviando o percurso da bola: pênalti. Cristiano Ronaldo cobrou, marcou e, de quebra, garantiu o primeiro lugar do grupo à Juventus. Estava difícil para o Barcelona, que passou a investir ainda mais em Messi. Num lance, aos 19 minutos, Messi fez bela jogada com De Jong, que toca para o argentino na entrada da área rival. Messi chutou rasteiro, mas Buffon defendeu.

O ataque do Barcelona foi envolvido pela defesa adversária, dependendo muito de Messi. Foi a Juventus que teve um gol anulado, por sinal, por impedimento, aos 30 minutos. Esforçado, Messi ainda achou um lance aos 39 minutos. Ele acelerou e chutou de fora da área, à direita de Buffon. A estratégia da Juventus foi partir para cima logo de início, nas suas etapas. Deu certo. De resto, foi só congestionar o campo, sobretudo em sua defesa.

Leia também

Leipzig abandona jogo contra PSG sob protesto contra racismo. Confira!

Publicidade

Vídeo: Neymar caindo durante desfile viraliza. Mas, é ele mesmo?