Publicidade

A jogadora sentada, de costas, se chama Paula Dapena. Ela joga pelo Viajes Interrías, da Espanha, mas o motivo do protesto tem a ver com futebol masculino. Foi dessa maneira que Dapena manifestou seu repúdio às homenagens a Diego Maradona, morto na última quarta-feira (25). A manifestação ocorreu um pouco antes da partida contra o Deportivo Abanca. A jogadora virou as costas e sentou-se no gramado, enquanto suas companheiras estavam de pé.

Paula Dapena, do Viajes Interrías, se recusa a respeitar um minuto de silêncio por Maradona Paula Dapena, do Viajes Interrías, se recusa a respeitar um minuto de silêncio por Maradona

Em entrevista à Rádio Marca, a jogadora revelou o que a motivou. De acordo com Paula Dapena, sua intenção foi apontar para o passado de Maradona, “reconhecido como abusador” de mulheres. Ela recebeu apoio de colegas, mas também teve o outro lado.

“No clube, estão todos comigo. Eu recebi muito apoio nas redes sociais, mas também recebi ameaças de morte tanto eu quanto minhas companheiras de time”, disse.

Publicidade

“Maradona foi um jogador espetacular, mas como pessoa deixou muito a desejar. Para mim, é preciso ter valores acima das habilidades”, finalizou.

Leia também

Nova lesão encerra o ano de 2020 para Hazard. Entenda!

Estádios na Espanha não reabrem na temporada 2020-21

Publicidade

Real Madrid de Zidane vai mal quando domina, mas melhora quando manda no jogo