Publicidade

Cristiano Ronaldo, mais uma vez, é protagonista no mercado da bola. O craque português está com o futuro no ar. Ele não se apresentou ao Manchester United. Segundo “The Times”, CR7, inclusive, já pediu para ser negociado. O astro, assim, pode mudar de casa novamente, sendo a terceira transferência nos últimos cinco anos. Em comum, com momentos turbulentos. O MQJ Memória recorda como Cristiano Ronaldo deixou Real Madrid e Juventus.

A imprensa europeia aponta que Cristiano Ronaldo quer sair do Manchester United para não ficar fora da Champions League. O clube inglês vai disputar a Liga Europa. Além disso, ele está incomodado com a atuação do United no mercado da bola. CR7 considera que a distância para os principais rivais de Premier League aumentou.

Galeria de Fotos

A ausência de Cristiano Ronaldo neste começo de pré-temporada deu o que falar. Na interpretação de muitos, embora a alegação seja em função de problemas familiares, é uma forçada de barra para deixar o Manchester United.

Relacionadas

Cristiano Ronaldo e Kaká
Costa Rica Grécia

Publicidade

Após o retorno, no ano passado, Cristiano Ronaldo pode deixar o Manchester United com uma pitada de turbulência, algo que aconteceu no Real Madrid e na Juventus.

MQJ Memória: como Cristiano Ronaldo saiu do Real e da Juventus

O adeus de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid teve uma dose de surpresa. Após nove temporadas pelo clube merengue, com quatro títulos de Champions League, ele decidiu trocar de ares. No anúncio, o Real fez questão de pontuar que foi um pedido de CR7.

Cristiano Ronaldo MQJ Memória Cristiano Ronaldo deixou o Real Madrid em 2018 | Foto: Divulgação

– O Real Madrid comunica que, atendendo à vontade e ao pedido expressado pelo jogador Cristiano Ronaldo, concordou em transferi-lo para a Juventus – apontou o comunicado do Real Madrid.

Publicidade

MQJ Memória: relembre as glórias de Mourinho em torneios europeus

Para a revista “France Football”, Cristiano Ronaldo explicou por que decidiu sair do Real Madrid. O astro não se sentia mais indispensável, especialmente por parte do presidente Florentino Pérez.

– Sentia que no interior do clube, sobretudo por parte do presidente, que não me consideravam da mesma forma. Nos quatro ou cinco primeiros anos, tinha a sensação ser Cristiano Ronaldo. Depois, não. O presidente me olhava de uma forma diferente, como se não fosse mais indispensável – declarou.

Publicidade

MQJ Memória: relembre o último título de Champions League de Guardiola

– Quando havia informações que diziam que eu queria sair, tinha a impressão de que o presidente não me impediria – acrescentou, na entrevista à “France Football”.

O adeus repentino à Juventus

Em 2018, então, Cristiano Ronaldo trocou o Real Madrid pela Juventus. A trajetória na Itália durou três anos. A saída, no ano passado, foi repentina. No dia 17 de agosto, CR7 usou as redes sociais para criticar os rumores de que deixaria a Juve. Dez dias depois, o técnico do clube italiano, Massimiliano Allegri, anunciou que o astro pediu para sair da Juventus.

Cristiano Ronaldo Juventus Ajax Cristiano Ronaldo ficou três anos na Juventus | Foto: FILIPPO MONTEFORTE/AFP via Getty Images

Publicidade

A polêmica foi sobre o momento do adeus de Cristiano Ronaldo. A temporada já havia começado – ele, inclusive, disputou o primeiro jogo do Campeonato Italiano (começou no banco e foi acionado na etapa final).

O zagueiro Chiellini, então um dos líderes do elenco, apontou o impacto da saída de Cristiano Ronaldo no começo da temporada e na reta final da janela de transferências.

– Ronaldo saiu no dia 28 de agosto e certamente teria sido melhor se ele tivesse ido mais cedo para que pudéssemos nos preparar. Infelizmente, pagamos um preço por isso. Foi um choque para o sistema e perdemos pontos nos jogos de abertura por causa disso. Se ele tivesse partido em 1º de agosto, teríamos tempo para nos reorganizar e estar prontos para o início da temporada – declarou o zagueiro, à “DAZN”.

Publicidade

Agora, é acompanhar os próximos capítulos da trama envolvendo Cristiano Ronaldo e o Manchester United.

Comentários