Publicidade

Quem acompanhou os sites argentinos após a estreia na Copa América acreditaria que a Argentina conseguiu golear o Chile no Estádio Nilton Santos. Mas o duelo terminou empatado por 1 a 1. Entretanto as manchetes e notícias enalteciam o golaço de falta de Lionel Messi, que abriu o marcador.

O diário “Olé” fez gráficos da cobrança, assim como o “La Nación” que estampou em sua manchete “Uma joia no ângulo do goleiro Bravo”. Além disso o “Olé” lembrou que Messi superou Cristiano bRonaldo em número de gols de falta na carreira.

Messi cobra falta com perfeição, abrindo o placar contra o Chile ainda no primeiro tempo - Foto: Divulgação Messi cobra falta com perfeição, abrindo o placar contra o Chile ainda no primeiro tempo (Foto: Divulgação)

Enquanto os jornalistas enalteciam o gol de falta, Lionel Messi procurava desculpas para o tropeço.

Publicidade

MAIS! Juventus ignora CR7 por Dybala

– O gramado não ajudou, pois precisávamos tocar a bola com agilidade. Mas eles conseguiram – disse o jogador, meio que caindo em contradição.

Messi culpou pênalti

Messi é pressionado na seleção da Argentina (Foto: Imago)

Além disso culpou o pênalti que originou o gol de empate dos chilenos.

Publicidade

– Particularmente não vi o pênalti. Mas ele mudou a história do jogo – disse o jogador.

Apesar da blindagem da imprensa argentina e das desculpas encontradas por Messi, o jogador não consegue fugir do resultado. Ou melhor, da pressão qe sofre ao se encaminhar ao fim de sua carreira sem conseguir um título revelante pela seleção argentina.

Com Messi no time a Argentina nunca ganhou uma Copa América, mas perdeu duas finais para o Chile nos pênaltis. Também jamais venceu uma Copa do Mundp. O máximo que conseguiu foi o vice em 2014 diante da Alemanha. Assim Messi vê o funil cada vez menor.

Comentários