Publicidade

Pep Guardiola está em uma posição desconfortável com a criação da Superliga. É técnico de um clube fundador da organização, mas já havia se posicionado contra. Agora, com a confirmação do novo torneio, ele voltou a ser perguntado sobre o tema. Guardiola fez “carinho” no Manchester City, mas não deixou de falar o que pensa e que espera mais informações sobre a Superliga.

Guardiola Manchester City Superliga Guardiola quer mais detalhes sobre a Superliga | Foto: Imago Images

“Eu adoraria que o presidente (da Superliga) explicasse como tomou essa decisão. Eu apoio meu clube. Amo fazer parte deste clube, mas também tenho minha opinião. E como eu disse, não tenho todas as informações. Mas se você me perguntar por que essas equipes foram selecionadas para jogar esta competição hipotética no futuro… Um esporte não é esporte quando a relação entre esforço e recompensa não existe”, declarou Guardiola, nesta terça-feira.

De acordo com o regulamento da Superliga, os 15 fundadores serão fixos no torneio e outros cinco clubes serão convidados.

Publicidade

“Não é um esporte se o sucesso está garantido ou se não importa quando você perde. Já disse muitas vezes que quero uma Premier League de sucesso, não apenas uma equipe no topo. Eles (criadores da Superliga) precisam esclarecer por que essas equipes estão e outras não, como é o caso do Ajax, que tem quatro títulos da Liga dos Campeões”, acrescentou.

Superliga? Foco de Guardiola agora é a Champions League

Outra situação desconfortável para Guardiola é que o Manchester City está na semifinal da Champions League, torneio diretamente afetado pela criação da Superliga.

“Vamos jogar a Champions na próxima semana e tentar chegar à final. Estamos na Europa porque merecemos”, disse Guardiola.

Publicidade

Na próxima semana, o Manchester City tem o jogo de ida contra o PSG.

Comentários