Publicidade

Brasil tem sorte na definição dos adversários da Copa (Arquivo Fifa) Brasil costuma ter sorte na definição dos primeiros adversários da Copa (Arquivo Fifa)

Os grupos da Copa do Mundo geralmente foram motivos de comemoração, pois dificilmente uma chamada “chave da morte” cruzou o caminho da Seleção Brasileira. A sorte nas bolinhas no sorteio que aponta os primeiros adversários em Mundiais sempre foi companheira do time canarinho. Nesta sexta-feira será a vez de Tite saber se vai manter o azar longe do Brasil. A partir das 18h(de Brasília) acontecerá o sorteio para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Disposto a dar uma forcinha para a sorte, o MQJ decidiu relembrar como foram os grupos que cruzaram o caminho da Seleção Brasileira.

Publicidade

Em 1930, no Uruguai, o Brasil caiu no grupo da Iugoslávia e da Bolívia. Perdeu para a primeira por 2 a 1 e goleou os bolivianos por 4 a 0. Mas como apenas um avançava, acabou eliminado. Os anfitriões deram a volta olímpica. O modelo de 1934, na Itália, era eliminatório e não tinha grupos. O Brasil perdeu na estreia para a Espanha por 3 a 1 e foi eliminado. A Itália foi campeã. Este mesmo modelo de eliminação por jogo foi adotado em 1938 na França. O Brasil estreou fazendo 6 a 5 na Polônia. Depois eliminou a Tchecoslováquia, mas perdeu nas semifinais para a Itália. Os canarinhos garantiram o terceiro lugar diante da Suécia: triunfo por 2 a 1. A Azzurra foi bicampeã.

Brasil foi bem nas primeiras fases em 1950 (Arquivo Fifa) Brasil foi bem nas primeiras fases em 1950 (Arquivo Fifa)

O sistema de grupos voltou a ser adotado em 1950. Anfitrião, o Brasil ficou no Grupo 1. Estreou goleando o México por 4 a 0. Depois empatou por 2 a 2 com a Suíça. Garantiu a vaga com um triunfo por 2 a 0 sobre a Iugoslávia. Os brasileiros perderam a final para o Uruguai por 2 a 1 no famoso Maracanazo. O Brasil também ficou no Grupo 1 na Copa do Mundo de 1954 na Suíça. A estreia foi com goleada de 5 a 0 sobre o México. Depois, empate por 1 a 1 com a Iugoslávia garantiu a classificação. O Brasil caiu nas quartas de final em derrota para a Hungria por 4 a 2. A Alemanha ergue a taça.

Em seu primeiro título, na Copa do Mundo de 1958, quando bateu anfitriã Suécia na decisão por 5 a 2, o Brasil ficou no Grupo 4. A estreia foi contra a Áustria: triunfo por 3 a 0. Depois, empate sem gols com a Inglaterra. A vaga foi conquistada em um triunfo por 2 a 0 sobre a extinta União Soviética.

Publicidade

No bi em 1962, no Chile, o Brasil estreou fazendo 2 a 0 no México pelo Grupo 3. Depois, empate sem gols com a Tchecoslováquia. A classificação foi conquistada com um triunfo por 2 a 1 sobre a Espanha. Na final o Brasil bateu a Tchecoslováquia por 3 a 1. Em uma de suas piores participações, o Brasil caiu na fase de grupos na Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra, anfitrião que ficou com a taça. Pelo Grupo 3, até estreou bem, batendo a Bulgária por 3 a 0. Porém, as derrotas de 3 a 1 para a Hungria e para Portugal selaram a queda precoce.

Romênia cruzou o caminho do Brasil na campanha do tri em 1970 (Arquivo Fifa) Romênia cruzou o caminho do Brasil na campanha do tri em 1970 (Arquivo Fifa)

A conquista do tri no México veio com uma goleada de 4 a 1 sobre a Itália na final. Porém, na fase de grupos o Brasil, que ficou no Grupo 3, já deu demonstração de força. Estreou fazendo 4 a 1 na Tchecoslováquia. Depois, bateu a Inglaterra por 1 a 0. Já classificado, poupou alguns titulares, mas fez 3 a 2 na Romênia.

A Copa do Mundo de 1974, na Alemanha, fez o Brasil cair no Grupo 2 e a estreia foi um empate sem gols com a Iugoslávia. Depois, nova igualdade sem gols com a Escócia. A vaga só foi conquistada com um triunfo por 3 a 0 sobre o modesto Zaire. O Brasil terminou o Mundial, vencido pelos anfitriões, na quarta posição.

Publicidade

A Argentina recebeu a Copa do Mundo de 1978 e o Brasil ficou no Grupo 3. Estreou empatando por 1 a 1 com a Suécia. Depois, empate sem gols com a Espanha. A classificação foi conquistada com um triunfo por 1 a 0 sobre a Áustria. Em um Mundial marcado pela suposta entrega de um jogo pelo Peru para a Argentina, que custou a eliminação brasileira, os canarinhos, de forma invicta, ficaram em terceiro lugar. Os anfitriões deram a volta olímpica.

Grupos recentes são mais generosos

Na Espanha em 1982 o Brasil apresentou um futebol de primeiro nível, mas foi eliminado pela campeã Itália na segunda fase com um show de Paolo Rossi. Na fase de grupos, pelo Grupo 6, o Brasil estreou penando para bater a União Soviética por 2 a 1. Depois, as goleadas de 4 a 1 sobre a Escócia e de 4 a 0 sobre a Nova Zelândia definiram a classificação. O Brasil ficou no Grupo D da Copa do Mundo do México, em 1986. Se classificou ganhando os três jogos: 1 a 0 sobre Espanha e Argélia e 3 a 0 sobre a Irlanda do Norte. Acabou eliminado nos pênaltis pela França nas quartas de final. A Argentina seria a campeã.

Uma participação muito ruim marcou o Brasil na Copa do Mundo de 1990, na Itália. A Alemanha foi a campeã e o Brasil caiu para a Argentina nas oitavas de final. Pelo Grupo C a Seleção Brasileira, mesmo sem brilhar, ganhous os três jogos: 2 a 1 sobre a Suécia na estreia e 1 a 0 sobre Costa Rica e Escócia.

Camarões foi por duas vezes o rival do Brasil (Arquivo Fifa) Camarões foi por duas vezes o rival do Brasil (Arquivo Fifa)

Publicidade

A Copa do Mundo de 1994 ficou marcada pela conquista do tetra pelo Brasil nos Estados Unidos. Os canarinhos ficaram no Grupo B e garantiram a vaga logo nos dois primeiros jogos, batendo Rússia por 2 a 0 e Camarões por 3 a 0. Na terceira partida ficou no 1 a 1 com a Suécia.

Derrotado pela anfitriã França por 3 a 0 na final, o Brasil ficou no Grupo A. Estreou fazendo 2 a 1 na Escócia. Depois, bateu Marrocos por 3 a 0. Já classificado, perdeu por 2 a 1 para a Noruega. Na conquista do penta em 2002, na Copa do Mundo organizada em conjunto por Japão e Coréia do Sul, o Brasil venceu os três jogos pelo Grupo C: 2 a 1 sobre a Turquia, 4 a 0 sobre a China e 5 a 2 sobre a Costa Rica.

Pelo Mundial de 2006 na Alemanha, que foi vencido pela Itália, mo Brasil tamb1ém ganhou os três jogos que disputou pelo Grupo F: 1 a 0 sobre a Croácia, 2 a 0 sobre a Austrália e 4 a 1 sobre o Japão. Os brasileiros foram eliminados pela França nas quartas de final.

Publicidade

Na África do Sul em 2010, o Brasil foi eliminado pela Holanda nas quartas de final. Pelo Grupo G, estreou batendo a Coréia do Norte por 2 a 0. Depois, fez 3 a 1 na Costa do Marfim e empatou sem gols com Portugal. Na Copa do Mundo de 2014 o Brasil foi anfitrião e acabou eliminado de forma humilhante pela Alemanha nas semifinais com o histórico 7 a 1. Pelo Grupo A, bateu a Croácia por 3 a 1, empatou sem gols com o México e garantiu a classificação com uma goleada de 4 a 1 sobre Camarões.

Leia mais:
Fifa diz: “adeus Copa das Confederações e olá Copa do Mundo de Clubes”
O mapa da mina para o Flamengo vencer nesta quinta
De Rossi contesta escalação e vídeo viraliza na internet
Mesmo com R$ 15 milhões, Palmeiras silencia sobre Lucas Lima
Uber ativa patrocínio para empolgar a dupla Grêmio e Internacional
A meta (praticamente de artilheiro) de Paulinho no Barcelona