Publicidade

Antoine Griezmann foi uma das principais figuras da vitória da seleção francesa sobre a Croácia, por 2 a 1, nesta quarta-feira, pela Liga das Nações. O gol que fez na partida o deixou à frente de Zidane, entre os maiores artilheiros do time na história. No entanto, Griezmann passa por momento de afirmação no Barcelona, pelo alto valor pago por ele e por não render o mesmo no clube.

Griezmann abriu o placar no jogo contra a Croácia - Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images) Embora criticado, Griezmann abriu o placar no jogo contra a Croácia – Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images)

Na entrevista pós-jogo, na zona mista, declarou que Deschamps, técnico da Seleção da França, sabe onde colocá-lo em campo.

“A bola chegou para mim e pude fazer o meu trabalho. Deschamps sabe onde me colocar, por isso tirei partido desta situação de vantagem e da confiança do treinador e dos meus companheiros”.

Publicidade

As palavras de Griezmann foram uma resposta clara, ditas depois que Ronald Koeman, técnico do Barcelona, fez críticas diretas ao jogador após o jogo ​​contra o Sevilha, no Camp Nou.

Leia também

“Griezmann está piorando”, afirma imprensa espanhola

Messi, Hazard, Griezmann… os jogadores mais valiosos do Campeonato Espanhol