Publicidade

O futebol, muitas das vezes, é cruel. Até mesmo as lendas do mundo da bola não estão imunes aos caprichos do esporte. As lágrimas de Gianluigi Buffon, de 39 anos, retratam com perfeição (e doses de tristeza) como o futebol também pode ser impiedoso. O goleiro chorou após o empate sem gols da Itália com a Suécia – o resultado deixou a Azzurra fora da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Foi o último jogo de Buffon, considerado um dos melhores da história da posição, pela seleção. Quis o destino que fosse no pior momento da Itália…

Lenda! Buffon se despede da seleção da Itália | Foto: Divulgação

As lágrimas mostraram a dor e a grandeza de Buffon – simplesmente o atleta que mais defendeu a Itália, com 175 jogos. Ele já havia sido gigante antes mesmo de a bola rolar. A torcida italiana vaiava o hino da Suécia. O goleiro, então, aplaudiu em apoio e respeito pela Suécia. Uma atitude que vai além do esporte. Um gesto de lenda.

“Não sinto apenas por mim, mas sim por todo o futebol italiano, pelo país. Falhamos em algo que também significa muito para nossa sociedade. Não lamento pelo fim, porque o tempo passa e uma hora iria acabar. É uma pena que minha última partida pela seleção coincida com uma não classificação”, declarou um emocionado Buffon, que defendeu a Itália pela primeira vez em 1997.

O gigante Buffon

A frustração na despedida pela Itália não diminui a carreira de Buffon. E que carreira! Ele foi a cinco Copas do Mundo. É o recordista ao lado de Lothar Matthäus, da Alemanha, e de Antonio Carbajal, do México. O goleiro foi campeão em 2006.

Publicidade

LEIA MAIS

Grandes seleções fora da Copa do Mundo: Itália não é caso isolado
Flamengo coleciona derrotas fora de casa e está perto do Z-4 como visitante
Jornal português crava o retorno de Mattheus, filho de Bebeto, ao Flamengo
Em noite de Thiago Neves, Cruzeiro volta ao topo do returno do Brasileirão
Mais que um jogo: Grêmio realiza sonho de torcedor com câncer em estágio terminal
#DateRuim: quando as coisas dão errado no esporte
Fred supera Zico na lista de artilheiros do Campeonato Brasileiro; Veja o Top 10

É recordista, empatado com Casillas e Barthez, como o goleiro campeão que menos levou gols em uma edição de Copa do Mundo (sofreu dois gols em 2006) e de mais jogos (cinco partidas) sem sofrer gols numa edição de Mundial, ao lado de Casillas, Pascal Zuberbühler, Oliver Kahn, Fabien Barthez and Walter Zenga.

Publicidade

Além disso, carrega marcas expressivas pela Juventus, como a de ser o atleta com mais minutos em campo pelo time. Buffon é o goleiro que mais jogos ficou sem sofrer gols na história do Campeonato Italiano. A Juve gastou 52 milhões de euros para contratar Buffon em 2001 – ele, até hoje, é o goleiro mais caro da história.